Portal Multiplix

Nova Friburgo em estágio de atenção e com expectativa de mais chuva nesta quinta

Seis imóveis foram interditados e dez pessoas estão desalojadas, segundo a Defesa Civil do município; outras cidades da região também foram afetadas

Por Bernardo Fonseca - 08 de Novembro de 2018, 10:16
Nova Friburgo em estágio de atenção e com expectativa de mais chuva nesta quinta Forte correnteza no Rio Macaé, no distrito de Lumiar, em Nova Friburgo . | Foto: Reprodução/Portal Multiplix

A passagem de uma frente fria ampliou as áreas de instabilidade sobre o estado do Rio de Janeiro, segundo o Instituto Climatempo. Com isso, uma chuva volumosa se intensificou sobre Nova Friburgo, na Região Serrana, a partir da tarde de quarta-feira, dia 7 de novembro. Durante a madrugada desta quinta-feira, 8, a chuva permaneceu, ficando forte em alguns momentos e acompanhada de rajadas de vento.

A cidade entrou em estágio de atenção, emitido pela Defesa Civil municipal, por volta das 7h30 da manhã desta quinta-feira. Segundo nota enviada à imprensa, o órgão informou que atendeu ocorrências nos distritos de Lumiar e Mury, em função da chuva. Seis residências foram atingidas por quedas de barreiras, sendo cinco em Lumiar, onde oito pessoas estão desalojadas. Segundo o Secretário Municipal de Defesa Civil, João Paulo Mori, todas essas pessoas estão em casas de parentes. Em Mury, onde um imóvel foi interditado, duas pessoas ficaram desalojadas.

Ainda de acordo com a Defesa Civil, “no período de 8h da manhã do dia 07/11 até às 08h da manhã do dia 08/11, a precipitação média em Nova Friburgo foi de 57,12mm. A precipitação máxima foi de 111,98mm em Lumiar. A mínima foi de 19,68mm na Granja Spinelli”.

Um vídeo mostra a forte correnteza e o nível elevado da água no Rio Macaé, na altura de um local conhecido como Encontro dos Rios, no distrito de Lumiar, em Nova Friburgo.

Segundo a Subprefeitura de Lumiar e São Pedro da Serra, a estrada de Rio Bonito está parcialmente interditada, mas o tráfego está fluindo. Teve queda de barreira e lama próximo ao trevo de Galdinópolis.

De acordo com a Prefeitura, desde o início da manhã, equipes da Subprefeitura do distrito e da Secretaria de Obras estão no local, fazendo a limpeza da pista.

Em Vargem Alta, parte de uma ponte de concreto cedeu durante a madrugada. Ela fica localizada na estrada João Heringer, a principal da localidade. O Executivo Municipal informou através de nota que a Secretaria de Obras vai ao local para fazer uma avaliação e planejar o reparo.

Linhas de ônibus alteradas

Devido aos transtornos causados pela chuva, algumas linhas de ônibus sofreram alterações, segundo informou a concessionária de transporte público de Nova Friburgo, a Friburgo Auto Ônibus (NovaFaol).

Segundo o diretor da empresa, Paulo Valente, as linhas que foram modificadas são: Vargem Alta (406), que está indo pelo Stucky até o Bar do Pedro em razão de queda de parte da estrada; e a de Rio Bonito (409), que está indo até Galdinópolis devido à inundação da estrada pelo rio e com diversas quedas de barreiras.

Além destas linhas, os ônibus que seguem para Parada Folly -onde desabou parte da pista- e o de Maringá, devido a uma obra, tiveram seus itinerários alterados.

Outras cidades também foram afetadas pela chuva

Outros municípios foram afetados pelas fortes chuvas que atingiram o estado do Rio de Janeiro entre a quarta e esta quinta-feira. Em Santa Maria Madalena, uma enxurrada atingiu os distritos de Triunfu e Santo Antônio do Imbé, na zona rural. Vários sítios e fazendas foram atingidos pela forte correnteza e moradores ficaram isolados.

Em Petrópolis, houve transbordamento do Rio Quitandinha e deslizamentos de terra no Siméria. Uma rua no Quarteirão Brasileiro cedeu e foi interditada durante a madrugada.

Em Teresópolis, também choveu forte, mas até a manhã desta quinta-feira, a Defesa Civil do município não havia registrado ocorrências.

Em Macaé, segundo a Defesa Civil, choveu cerca de 110mm até às 9h da manhã desta quinta. O temporal que atingiu a cidade causou alagamentos e a queda de uma ponte no distrito de Trapiche. As aulas na rede municipal foram suspensas. A Prefeitura da cidade decretou estado de calamidade.

Vista aérea dos alagamentos na cidade de MacaéVista aérea dos alagamentos na cidade de Macaé. | Foto: Reprodução/Redes Sociais

A Defesa Civil de Rio das Ostras informou que o volume de chuvas registrado até o início da manhã desta quinta-feira foi de 130 mm, o que acarretou alagamentos em várias localidades do município, como Recanto, Nova Cidade e Âncora, entre outras. Até o momento, nenhuma ocorrência mais grave foi registrada. Ainda de acordo com o órgão, também não há desabrigados ou desalojados na cidade. Mesmo assim, a administração municipal determinou Estado de Emergência por questões de segurança.

Chuva deve continuar

A previsão dos principais institutos de meteorologia é de que a chuva deve continuar na Região Serrana. Segundo o CEPTEC, a previsão é de muitas nuvens, com curtas aberturas e pancadas de chuvas localizadas que poderão ser fortes e vir acompanhadas de trovoadas a qualquer hora do dia.

Já o Climatempo prevê chuva em grande parte do dia e vento moderado a forte no Rio de Janeiro. A temperatura deve ficar amena. A situação deve permanecer assim até sexta-feira, dia 9. As áreas de instabilidade devem enfraquecer ao longo do fim de semana.