Pan 2019: nadadora friburguense cai nas piscinas de Lima nesta terça

Jhennifer Alves disputa os 100m peito em busca da medalha de ouro na competição continental

Por Matheus Oliveira
05/08/19 - 10:46
Pan 2019: nadadora friburguense cai nas piscinas de Lima nesta terça Jhennifer Alves busca conquistar medalha nos 100m peito do Pan de Lima nesta terça | Foto: Divulgação/Saulo Cruz (CBDU)

Chegou a hora! A friburguense Jhennifer Alves encara nesta terça-feira, 6 de agosto, um dos principais desafios da carreira buscando uma marca histórica para a natação brasileira. A partir das 13h48 (horário de Brasília), a atleta de Nova Friburgo cai nas piscinas de Lima, no Peru, para tentar uma medalha nos 100m peito dos Jogos Pan-Americanos 2019.

A primeira disputa de Jhennifer serão as eliminatórias, a partir das 13h48. Caso avance para as finais, ela busca uma medalha nas piscinas de Lima a partir das 23h04 do mesmo dia.

A nadadora possui a melhor marca do Brasil no ranking dos 100m peito da Federação Internacional de Natação (Fina) neste ano com a marca de 1m08s34. A friburguense vai brigar por medalha em uma prova em que as brasileiras não sobem ao pódio desde o Pan de Winnipeg-1967, ano de estreia da prova no torneio.

Em entrevista ao Portal Multiplix, a atleta do clube Pinheiros-SP, falou da expectativa para o maior evento esportivo das Américas.

“Minha expectativa para o Pan é a melhor possível e quero sair da competição com a conquista de uma medalha individual. Já tenho a medalha de 2015, no revezamento, mas agora quero conquistar uma nos 100m peito. É um sonho palpável e minhas principais rivais serão as americanas que sempre vão muito forte e são as melhores nadadoras de peito do mundo. Vou tentar ir para cima e buscar o ouro. Tudo pode acontecer no dia da prova”, afirmou.

Nos últimos meses, Jhennifer realizou um tour pela Europa, tendo conquistado medalhas em competições como o Circuito Mare Nostrum e o Aberto da França de Natação, além de ter batido o recorde sul-americano dos 50m (30s42) e 100m (1min07s64) peito.

Em seguida, a atleta conquistou medalha inédita para a natação feminina: ouro nos 50m peito da Universíades deste ano, competição disputada em Nápoles, na Itália, e que reúne atletas universitários de todo o mundo sob a chancela da Federação Internacional do Desporto Universitário (FISU).

"Eu já tinha ficado feliz com os 100m peito aqui e, com relação aos 50m, acredito que esteja ficando um pouco fácil sair da casa dos 30 segundos. É a primeira medalha de ouro feminina (do Brasil) nos Jogos Universitários Mundiais e estou muito feliz de estar fazendo história. É um grande sonho meu incentivar essa garotada a batalhar e competir fora”, revelou Jhennifer, na época.