MENU

Portal Multiplix

Fale Conosco

(22) 3512-2020

Anuncie

Contato comercial

Trabalhe conosco

Vagas disponíveis

No dia do atleta olímpico, conheça as novas modalidades incluídas nas Olimpíadas de Tóquio

Confira ainda quem são os representantes brasileiros nos esportes que são novidades na edição japonesa dos Jogos Olímpicos

Por Matheus Oliveira
23/06/21 - 16:33
Conheça as novas modalidades incluídas nas Olimpíadas de Tóquio Letícia Bufoni vai representar o Brasil no skate e é uma das chances de medalha do país nas Olimpíadas de Tóquio | Foto: Divulgação/Pablo Vaz (X Games)

Faltando apenas um mês para o início das Olimpíadas de Tóquio, é comemorado neste dia 23 de junho, o Dia do Atleta Olímpico. E para celebrar a data, o Portal Multiplix traz em detalhes quais são os novos esportes incluídos nesta edição e as promessas de medalhas do país nestas modalidades.

Em decisão do Comitê Olímpico Internacional (COI), quando definiu os esportes que fariam parte do programa olímpico de Tóquio-2020, foram incluídos beisebol, karatê, escalada, skate e surfe.

De acordo com o COI, o objetivo com a inclusão da escalada, surfe e skate, foi atrair a atenção do público jovem para o maior evento esportivo do planeta.

Além disso, o beisebol e o karatê são modalidades tradicionais do Japão, país-sede dos Jogos.

No total, as Olimpíadas de Tóquio-2020 terão cerca de 339 eventos em 33 esportes, incluindo 46 modalidades.

Confira um breve resumo sobre as novas modalidades olímpicas:

Beisebol

O esporte é praticado por duas equipes de nove jogadores, que alternadamente ocupam as posições de ataque e defesa. O objetivo é pontuar batendo com um bastão em uma bola lançada e depois correr pelas quatro bases do campo. Um jogador da equipe atacante pode parar em uma das bases e, depois, avançar com a ajuda da rebatida de um companheiro. Os times trocam de posição assim que três rebatedores são eliminados. Um turno de ataque e defesa de cada time representa uma entrada e nove entradas compõem um jogo profissional. O time com mais corridas no final vence.

O Brasil não participará nesta modalidade.

Skate

A modalidade consiste em deslizar sobre o solo ou obstáculos equilibrando-se no skate. Com o skate, executam-se manobras de vários graus de dificuldade. A pontuação das manobras depende do grau de dificuldade e da eficiência da sua execução.

A equipe brasileira conta com vários nomes e todos possuem chances de medalha. Na categoria street, estão classificados, Pâmela Rosa, Rayssa Leal e Letícia Bufoni, no feminino, e Kelvin Hoefler, Felipe Gustavo e Giovanni Vianna, no masculino. Já no skate park, os atletas que buscarão medalhas em terras japonesas são: Pedro Quintas, Pedro Barros e Luiz Francisco, no masculino, e Yindiara Aps, Dora Varela e Isadora Pacheco, no feminino.

Karatê

O karatê é uma arte marcial oriunda do Japão e nasceu como uma luta de defesa contra invasores. O esporte possui diversos estágios e identificados através das faixas branca (iniciante), amarela (6º kyu), vermelha (5º kyu), laranja (4º kyu), verde (3º kyu), roxa (2º kyu), marrom (1º kyu) e preta (1º dan).

Durante a competição, os pontos são atribuídos de acordo com a parte do corpo do rival que é atingida. As áreas de ataque são cabeça, rosto, pescoço, peito, abdômen, lado e costas em rounds de dois a cinco minutos.

Os representantes brasileiros ainda não foram definidos.

Surfe

A modalidade é um esporte radical, onde o desafio é se manter o maior tempo possível em pé sob a prancha. O objetivo é deslizar sob as ondas e realizar manobras radicais, com vários níveis de dificuldade e execução, que definem as notas dos surfistas em cada onda. Nas competições, cinco juízes avaliam as ondas e existe ainda um juiz principal que tem poder de alterar as notas. Assim, a maior e a menor notas são descartadas e uma média é feita com as três restantes. O surfista pode pegar várias ondas, mas apenas as com as duas melhores médias são consideradas e somadas para definir a pontuação total do atleta na bateria.

Os representantes brasileiros, todos com boas chances de medalha, são Gabriel Medina, Italo Ferreira, Tatiana Weston-Webb e Silvana Lima.

Escalada

O esporte fará sua estreia em Tóquio e contará com três modalidades: speed, boulder e lead. No evento, cada escalador competirá nas três modalidades e a classificação final será determinada através da colocação do escalador em cada uma delas.

Na speed, dois atletas prendem cordas ao corpo e tentam escalar uma parede de 15 metros em um ângulo de 95 graus. O objetivo é ser mais rápido que o oponente.

Na boulder, os escaladores precisam fazer todas as rotas em uma parede de 4,5 metros em um tempo de quatro minutos. Este tipo de escalada acontece sem a corda de segurança e caso caiam, eles podem tentar novamente.

O lead é uma modalidade que conta com os escaladores tentando subir o mais alto possível em uma parede de 15 metros de altura em seis minutos. Ele completa o percurso, ao prender a corda na parte final da parede. Se o competidor cair, a altura alcançada é registrada.

O Brasil não terá representantes na modalidade nesta edição dos Jogos Olímpicos.

Veja outras notícias das Regiões Serrana e dos Lagos do Rio no Portal Multiplix.


É proibida a reprodução total ou parcial dos conteúdos do Portal Multiplix, por qualquer meio, salvo prévia autorização por escrito.
TV Multiplix
TV Multiplix Comunicado de manutenção TV Multiplix Comunicado de manutenção
A TV Multiplix conta com conteúdos exclusivos sobre o interior do estado do Rio de Janeiro. São filmes, séries, reportagens, programas e muito mais, para assistir quando e onde quiser.