Wilson Witzel é eleito governador do Rio de Janeiro

Candidato do PSC conquistou o Executivo fluminense em disputa marcada por reviravolta

Por Redação Multiplix
28/10/18 - 18:58
Wilson Witzel é eleito governador do Rio de Janeiro Wilson Witzel surpreendeu e chegou à frente da disputa para o governo estadual. | Foto: Divulgação/Assessoria Wilson Witzel

Um juiz federal paulista irá decidir os rumos do estado do Rio de Janeiro pelos próximos quatro anos. Com uma arrancada surpreendente na reta final do primeiro turno, Wilson Witzel (PSC) chegou ao segundo turno e neste domingo, dia 28 de outubro, confirmou seu favoritismo nesta fase. Com 100% das urnas apuradas, Wilson Witzel teve 59,87% (4.675.355 votos) dos votos válidos, contra 40,13% (3.134.400 votos) de Eduardo Paes (DEM).

No primeiro turno, Wilson teve um total de 3.154.771 votos, o que representou 41,28% dos votos válidos contra 1.494.831 de Eduardo Paes, o que corresponde a 19,56% dos votos válidos.

Veja abaixo um perfil do novo governador do estado do Rio de Janeiro.

Wilson Wiltzel

Um juiz federal, sem histórico político, oficial da Marinha, com carreira acadêmica e que tem na segurança pública, uma prioridade caso venha a comandar o estado do Rio de Janeiro. Este é Wilson Witzel, candidato do PSC ao Palácio Guanabara nas eleições de outubro deste ano. O vice da chapa é o vereador do Rio de Janeiro, Cláudio Castro, também do PSC.

Wilson Witzel nasceu em Jundiaí-SP, e aos 19 anos, se mudou para o Rio de Janeiro, onde se tornou fuzileiro naval e defensor público. Neste tempo, fez mestrado em Processo Civil e doutorado em Ciência Política. Ele deu aulas de Direito Penal Econômico por 20 anos, passando por instituições como a Fundação Getúlio Vargas (FGV) e Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ).

Em 2001, o candidato entrou para a magistratura e atuou em diversas varas criminais e cíveis. Entre 2014 e 2016, ele presidiu a Associação dos Juízes Federais do Rio de Janeiro e Espírito Santo (Ajuferjes).

Neste ano, Wilson Witzel pediu exoneração do cargo, para se filiar ao PSC e disputar o principal posto público fluminense. Na oficialização de sua candidatura, o magistrado comentou a respeito de sua principal preocupação em um eventual governo: a segurança.

“Tenho experiência na área criminal, e nós vamos fazer com que a segurança pública do estado do Rio de Janeiro passe a trabalhar de forma mais efetiva. Vamos investir numa investigação. A experiência da Lava Jato no Rio de Janeiro vai se repetir com esforço concentrado contra o núcleo do crime organizado”, afirmou Witzel.

Histórico na corrida eleitoral

No primeiro turno, Wilson Witzel começou a corrida pelo Palácio Guanabara com intenção de voto baixa, chegando a menos de 5%. Entretanto, surfando na onda do então presidenciável Jair Bolsonaro (PSL), arrancou na reta final do primeiro e assumiu a liderança da disputa.

No segundo turno, Witzel iniciou a disputa com uma vantagem de 22 pontos percentuais, segundo pesquisa Datafolha de 18 de outubro. Contudo, na reta final, Wilson Witzel viu sua vantagem diminuir para seis pontos percentuais, porém, insuficiente para ocasionar uma virada, e confirmar o ex-juiz federal à frente do destino dos fluminenses.

Conheça as propostas de Wilson Witzel

Clique aqui e saiba quais são as propostas do ex-juiz federal para o Rio de Janeiro na entrevista concedida ao Portal Multiplix.