MENU

Portal Multiplix

Jair Bolsonaro será o novo presidente do Brasil

Candidato do PSL lidera apuração dos votos, com 55,13%, enquanto Fernando Haddad, do PT, tem 44,87%

Por Matheus Oliveira
28/10/18 - 19:17
Jair Bolsonaro será o novo presidente do Brasil  Jair Bolsonaro será o novo presidente do Brasil. | Foto: Divulgação/Beto Oliveira (Câmara dos Deputados)

O capitão reformado do Exército, Jair Bolsonaro, está oficialmente eleito presidente da República. Até às 22h01 deste domingo, com 99,97% das urnas apuradas, Bolsonaro, do PSL, lidera a apuração dos votos, com 55,13% (57.790.455 dos votos), enquanto Fernando Haddad, do PT, aparece com 44,87% (47.025.716).

No primeiro turno, Jair Bolsonaro contou com 48.247.371 votos, o que correspondeu a 46,58% dos votos, contra 28,54% dos votos (29.565.693 votos) de Fernando Haddad, de acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Veja abaixo o perfil do novo presidente do Brasil:

Jair Bolsonaro

Polêmico, celebrado e combatido na mesma medida. Com um discurso conservador e defendendo bandeiras como a da segurança pública e a dos interesses militares, o candidato do Partido Social Liberal (PSL), o capitão de reserva Jair Bolsonaro, pretende governar o Brasil. O vice-presidente será o general Hamilton Mourão (PRTB).

Jair Messias Bolsonaro nasceu na cidade de Glicério, no interior de São Paulo, sendo registrado em Campinas, no dia 21 de março de 1955. O paulista foi para a Escola Preparatória de Cadetes do Exército e ingressou na sequência, na Academia Militar das Agulhas Negras, em 1977.

O parlamentar serviu ainda no 9º Grupo de Artilharia de Campanha, na cidade de Nioaque, no Mato Grosso do Sul, entre 1979 e 1981. Após isso, integrou a Brigada de Infantaria Paraquedista, onde se especializou em paraquedismo.

Em 1983 formou-se em educação física na Escola de Educação Física do Exército, e tornou-se mestre em saltos pela Brigada. Em 1987, cursou a Escola de Aperfeiçoamento de Oficiais (EsAO). Ele foi casado por três vezes e tem cinco filhos, sendo que os três mais velhos ocupam cargos legislativos (Flávio, Carlos e Eduardo).

Carreira Política

A trajetória política de Jair Bolsonaro começou em 1988 quando foi eleito vereador da cidade do Rio de Janeiro pelo Partido Democrata Cristão. Em 1990, foi eleito deputado federal pela primeira vez. Na sequência, vieram outros seis mandatos como parlamentar em Brasília. Nas eleições de 2014, foi o deputado mais votado no estado do Rio de Janeiro com 464.565 votos.

O postulante ao Palácio do Planalto, foi titular da Comissão de Relações Exteriores e da Defesa Nacional, suplente da Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado, além e ter integrado a Comissão de Direitos Humanos e Minorias.

Entre suas bandeiras, defende o liberalismo econômico, um maior rigor disciplinar nas instituições de ensino, a redução da maioridade penal, pelo armamento do cidadão e o direito à legítima defesa, pela segurança jurídica na atuação policial e por valores que considera cristãos.

Em levantamento feito pelo jornal O Estado de São Paulo, Jair Bolsonaro apresentou em sua carreira política um total de 117 projetos de lei, sendo a maioria voltados para o interesse dos militares e a segurança pública, que representam 56,7% das propostas do novo presidente no Legislativo. Em seu último mandato, propôs nove projetos para a segurança e três para os militares. No total, apenas três dessas proposições foram destinadas à área de economia e 10 para a saúde.

Apesar do número de projetos, apenas dois foram aprovados: um sobre a concessão do benefício da isenção de Imposto sobre Produto Industrializado (IPI) para bens de informática e outro que permite a utilização da fosfoetanolamina sintética, conhecida como pílula do câncer.

Histórico nesta eleição

No primeiro turno, Bolsonaro liderou todas as últimas pesquisas de intenção de voto. No segundo, Jair Bolsonaro iniciou a disputa com folga na liderança chegando a ter 59% dos votos na pesquisa Datafolha de 18 de outubro. Na reta final, Jair Bolsonaro viu sua vantagem diminuir, mas não o suficiente para ser derrotado na corrida pelo Palácio do Planalto.

Para conhecer as propostas do novo chefe do Executivo Nacional, clique aqui.