Teresopolitana receberá prêmio da ONU por defender igualdade de gênero

A capitã de corveta Marcia Braga ajudou a treinar e conscientizar equipes para lidar com conflitos que afetam diferentes grupos e comunidades vulneráveis

Por Redação Multiplix
28/03/19 - 13:19
Teresopolitana receberá prêmio da ONU por defender igualdade de gênero Teresopolitana Marcia Andrade Braga receberá prêmio da ONU como Defensora de igualdade de gênero | Foto: Divulgação/Pedro Andrade (UNIC Rio/ONU-BR)

A capitã de corveta teresopolitana Marcia Andrade Braga, membro da Missão de Paz das Nações Unidas (ONU) na República Centro-Africana (MINUSCA), receberá o prêmio de Defensora Militar da Igualdade de Gênero da ONU nesta sexta-feira, 29 de março, em Nova Iorque. O prêmio será entregue pelo secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, durante a Conferência Ministerial de Forças de Paz.

De acordo com a ONU, Marcia ajudou a construir uma rede de assessores treinados para tratar questões de gênero dentro das unidades militares da missão, promovendo equipes formadas tanto por homens como por mulheres para conduzir patrulhas pelo país.

Com isso, essas equipes conseguiram reunir informações importantes para ajudar a missão a entender as necessidades de proteção de homens, mulheres, meninos e meninas e ajudaram a desenvolver projetos que apoiam comunidades vulneráveis, como a instalação de bombas de água perto de vilarejos, sistemas de energia solar e o desenvolvimento de jardins comunitários para que mulheres não tivessem que viajar longas distâncias para colher alimentos.

A capitã de corveta Marcia Andrade Braga em ação durante Missão de Paz na República Centro-AfricanaA capitã de corveta Marcia Andrade Braga em ação durante Missão de Paz na República Centro-Africana | Foto: Divulgação/Hervé Serefio (MINUSCA)

Com a premiação da capitã, há o reconhecimento de que é essencial aumentar o número de mulheres desempenhando papéis de destaque em operações de paz, engajadas em comunidades locais, por facilitarem a abertura do diálogo em denúncias de casos de violência e abuso sexual, por exemplo.

Criado em 2016, o prêmio de Defensora Militar da Igualdade de Gênero da ONU é uma homenagem que reconhece a dedicação e os esforços de membros das forças de paz na promoção dos princípios da Resolução 1325 do Conselho de Segurança sobre mulheres, paz e segurança.