Que cidade nós merecemos?

Por Ricardo Lengruber
17/06/19 - 09:40

Uma cidade digna onde se viver é uma cidade que tem oportunidades de trabalho e geração de renda. Pensar que há fórmulas mágicas para que isso aconteça é um equívoco. O modelo de grandes empresas como grandes empregadoras está ultrapassado. O desafio de um governo municipal é, portanto, muito grande. Articular os diferentes setores da sociedade e das vocações econômicas que já existem e as tantas que podem ser incorporadas. É claro que para isso, é necessário: planejamento, criatividade e muito trabalho sério.

Uma vocação genuinamente ligada à história de nossa cidade é a EDUCAÇÃO. Além da necessidade de garantir escola pública de educação básica de qualidade para todos, Nova Friburgo tem um polo universitário público e privado invejável. Mas é indispensável investir mais, ampliar mais, diversificar mais e matricular mais.

Na área de Educação, se consegue muito incremento econômico e social. Primeiro porque amplia horizontes e expectativas, depois porque aprofunda a visão crítica da realidade e, ainda, prepara para o trabalho com especialização e agregação de valor ao salário do trabalhador.

É perfeitamente possível dobrar o número de matrículas. E isso garante mais postos de trabalho de professores e abre excelentes perspectivas para a formação de jovens profissionais.

Outro campo importantíssimo para geração de renda é o TURISMO. Nossas belezas naturais e nossa riqueza histórica são atrativos que não podemos deixar de cuidar e aproveitar para gerar trabalho, renda e dignidade para tanta gente.

É claro que, para que isso ocorra, é preciso gente certa nos lugares certos. Profissionais bem formados na área e dispostos a articular os empreendedores do setor. Marcar nossa cidade como um destino turístico efetivo no mapa do Brasil. Fazer nossa cidade voltar a ser desejada como lugar de visitação. Muitas são as opções nessa área: história, esportes, agricultura, negócios, gastronomia, meio ambiente, compras e muito mais.

Um desafio que precisa ser enfrentado com bastante zelo é a articulação do turismo com a cultura e o esporte. Um calendário anual bem planejado e articulado entre esses setores é uma de nossas propostas.

Por fim, é preciso garantir que a maior geradora de empregos formais da cidade precisa ser tratada com o cuidado que merece: a INDÚSTRIA. Há milhares de postos de trabalho nesse setor, mas muitas empresas ainda sentem dificuldades em sua regularização e no incentivo por parte poder público. Por isso, a articulação entre o governo municipal e os demais governos (estadual e federal) é fundamental.

Outra importante demanda nesse setor é a agregação de valor. Ou seja, com boa educação e inovação, a indústria de Nova FRIBURGO precisa crescer em valor, em criatividade e em qualidade.

O que se deseja é, portanto, de planejamento e de articulação. Em outras palavras, inspiração!


O Portal Multiplix não endossa, aprova ou reprova as opiniões e posições expressadas nas colunas. Os textos publicados são de exclusiva responsabilidade de seus autores independentes.