Com mais de mil casos de sarampo, Brasil inicia Campanha de Vacinação na próxima segunda-feira

No Estado do Rio, já foram confirmados 14 casos da doença, segundo a Secretaria de Saúde. Também haverá imunização contra a poliomielite

Por Redação Multiplix
03/08/18 - 11:21
Brasil inicia Campanha de Vacinação na próxima segunda-feira Vacinação contra o Sarampo e Poliomelite terá como público alvo crianças de até um ano e adultos de até 49 anos que não tenham sido imunizados. | Foto: Divulgação / SES

Buscando prevenir os casos de sarampo, doença que retornou ao País neste ano, começa na próxima segunda-feira, dia 6 de agosto, até o dia 31, a Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo e a Poliomielite. Todas as crianças de um ano a menores de cinco devem se vacinar, independentemente da situação vacinal. No Estado do Rio de Janeiro, a expectativa é imunizar cerca de 812 mil crianças.

Para essa campanha, foram distribuídas aos municípios um milhão de doses de vacinas contra o sarampo e mais um milhão contra a poliomielite. No dia 18 de agosto, será realizado o Dia D de Vacinação, onde todos os postos de saúde estarão funcionando e os pais poderão aproveitar o sábado para proteger as crianças contra essas doenças. Segundo informações da Secretaria Estadual de Saúde, em 2017, no Estado do Rio, a cobertura vacinal contra o sarampo foi de 95%, em crianças com menos de um ano, e contra a poliomielite essa taxa ficou em 82%.

A recomendação do Ministério da Saúde é que no caso da poliomielite, as crianças que não tomaram nenhuma dose durante a vida receberão a vacina VIP (Vacina Inativada Poliomielite). Já os menores de cinco anos que tenham tomado uma ou mais doses da vacina, receberão a VOP (Vacina Oral Poliomielite), a gotinha. Sobre o sarampo, todas as crianças receberão uma dose da vacina Tríplice viral, que protege contra sarampo, rubéola e caxumba, desde que não tenham sido vacinadas nos últimos trinta dias.

Sarampo

Nacionalmente, o Brasil já tem mais de mil casos confirmados da doença, segundo o Ministério da Saúde. Até o dia 1º de agosto, foram 1053 casos. Maior número registrado desde 1999, quando ocorreram 908 confirmações.

Em nota, a Secretaria de Estado de Saúde informou que recebeu a confirmação de 14 casos de sarampo no estado do Rio de Janeiro, sendo 11 na cidade do Rio, dois em Duque de Caxias e um em Niterói. As amostras foram analisadas pela Fiocruz, laboratório de referência do Ministério da Saúde. A pasta vem trabalhando em parceria com os municípios, inclusive realizando vacinação de bloqueio.

A proteção contra o sarampo faz parte das vacinas Tríplice Viral e Tetra Viral, disponíveis conforme calendário de vacinação do Ministério da Saúde para crianças entre 12 e 15 meses. Devem ser vacinadas as crianças a partir de um ano e adultos de até 49 anos que não tenham sido imunizados. Aqueles que tomaram as duas doses da vacina não precisam tomar novamente.

Em Teresópolis, de acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, no momento, não há casos confirmados e nem suspeitos de sarampo. O Setor de Imunização da Secretaria ressalta que as pessoas de outras faixas etárias podem ir a um posto de saúde para tirar dúvidas sobre a vacinação e atualização da caderneta vacinal, se for necessário.

De acordo com a Prefeitura de Nova Friburgo, as unidades que, em princípio, vão atuar na imunização são as que já fazem vacinação (Olaria, Conselheiro, Cordoeira, Centro e São Geraldo). Está sendo estudada a possibilidade de ampliação para outras unidades. A meta do município é imunizar 100% do público-alvo. A cidade não possui casos confirmados ou suspeitos de sarampo.

Poliomielite

A vacina contra a poliomielite é segura e protege contra os três sorotipos do poliovírus 1, 2 e 3. A vacina não tem contraindicações e é recomendada, até mesmo, para as crianças que estejam com tosse, gripe, coriza, rinite ou diarreia. De acordo com o Ministério da Saúde, o Brasil está livre da poliomielite desde 1990, portanto é fundamental que a população procure a vacina.