MENU

Portal Multiplix

Caminhos em direção à aventura: Conheça as principais trilhas da Região Serrana do Rio

Trilheiro aponta cuidados que devem ser tomados para explorar as opções da serra fluminense

Por Matheus Oliveira
31/12/18 - 00:01
Caminhos em direção à aventura: Conheça as principais trilhas da Região Serrana do Rio Cão Sentado é uma das mais conhecidas opções de trilha da Região Serrana | Foto: João Luccas Oliveira

“É caminhando que se faz o caminho”. O trecho da música Enquanto Houver Sol, do Titãs, poderia muito bem resumir um esporte que vem ganhando mais adeptos e promovendo um contato com a natureza e inúmeros desafios: a trilha, tradicional nas cidades da Região Serrana do Rio de Janeiro.

Em Nova Friburgo, existem diversas opções de trilhas como Cão Sentado, Três Picos e Caledônia, Chapéu da Bruxa e da Pedra da Pirâmide. Em Teresópolis, há a travessia Petrópolis x Teresópolis, Pedra do Sino e do Vale dos Frades. O apresentador e trilheiro, William Maia, apontou quais são as principais trilhas da região.

“As principais trilhas, em minha opinião, são a dos Três Picos e a do Caledônia. A mais perigosa é a travessia Petrópolis x Teresópolis (no Parque Nacional da Serra dos Órgãos). São quase três dias de caminhada. Acho que também é a que mais exige do aventureiro. Na minha visão, a subida da Pedra da Pirâmide e o Chapéu da Bruxa são montanhas bem tranquilas de serem exploradas”, disse.

Entretanto, para explorar essas trilhas é necessário tomar alguns cuidados. Maia, que apresenta um programa de TV especializado no tema, avisa que a melhor época do ano para subir montanhas é no inverno, pois a “incidência de chuvas é menor, com céu mais limpo e pode-se observar melhor o visual dessas trilhas”.

 Ele destacou, ainda, que, para subir uma trilha, é necessário estar com o físico em dia.

“Nas trilhas mais pesadas é importante ter um preparo físico em dia, e sempre estar acompanhado, nunca sozinho, de preferência com algum guia ou nativo da localidade. É importante usar roupas leves, sempre com tênis, alimentos leves e muita água. E o tempo varia de acordo com o trilheiro e com a distância a ser percorrida”, declarou.  

O apresentador contou que, atualmente, muitas pessoas estão se tornando profissionais do esporte e explorando trilhas mundo afora, e comentou os benefícios que o esporte traz para quem se aventura a realizar trilhas.

“Esporte é sempre bem-vindo na vida de qualquer pessoa, mas, as trilhas e montanhas, para mim, são especiais. Além de me exercitar, ainda tenho o privilégio de ver toda a paisagem, a fauna e flora da região”, afirmou, ressaltando que o contato com a natureza ajuda a relaxar e se torna um atrativo para o praticante.