Segundo Turno: Conheça as propostas de campanha de Eduardo Paes

Candidato do DEM tenta usar a experiência como Prefeito do Rio de Janeiro para comandar o estado . Ele busca superar a grande votação do rival Wilson Witzel

Por Matheus Oliveira
12/10/18 - 11:37
Segundo Turno: Conheça as propostas de campanha de Eduardo Paes Eduardo Paes obteve 19,56% dos votos válidos no primeiro turno. | Foto: Divulgação/Assessoria Eduardo Paes

De terça-feira, 9 de outubro, até a próxima sexta-feira, dia 12, o Portal Multiplix publicará diariamente um resumo das principais propostas dos candidatos à Presidência da República e ao Governo do Estado do Rio de Janeiro. Por ordem, as matérias estão sendo divulgadas de acordo com a posição do candidato no resultado do primeiro turno. Confira abaixo os dias de cada postulante:

- Terça-feira, 9 de outubro: Propostas de campanha de Jair Bolsonaro (PSL) – Clique aqui e confira

- Quarta-feira, 10 de outubro: Propostas de campanha de Fernando Haddad (PT) - Clique aqui e confira

- Quinta-feira, 11 de outubro: Propostas de campanha de Wilson Witzel (PSC) - Clique aqui e confira

- Sexta-feira, 12 de outubro: Propostas de campanha de Eduardo Paes (DEM)

Eduardo Paes (PSC)

Com o jeito extrovertido do carioca, o candidato do Democratas ao cargo de Governador do Estado do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, após comandar a capital fluminense, quer liderar os rumos do estado pelos próximos quatro anos. Ele esteve à frente das principais pesquisas de intenção de voto durante o primeiro turno. Entretanto, o ex-prefeito do Rio, foi surpreendido pela subida de Wilson Witzel (PSC) e chegou ao segundo turno na segunda posição. Ele obteve 1.494.831 votos, o que equivale a porcentagem de 19,56% dos votos válidos.

Entre as principais bandeiras de Eduardo Paes estão o investimento em inteligência e tecnologia na Segurança Pública, ajuste fiscal, valorizar políticas que fortaleçam a economia do interior do estado. Veja abaixo as principais propostas do postulante ao Palácio Guanabara.

Economia

  • Potencializar vocações e desenvolver políticas públicas para as oito regiões do estado do Rio de Janeiro

  • Fortalecer o Polo de Moda Íntima e as produções agrícola e pecuária com atenção especial para a agricultura familiar

  • Desenvolver estratégias integradoras de mobilidade urbana

  • Ampliar o microcrédito para o empreendedor fluminense

  • Repactuar o Regime de Recuperação Fiscal

  • Pagar os servidores em dia

  • Ajuste Fiscal

Segurança Púbica

  • Parceria com as Forças Armadas

  • Política para todo o estado

  • Repensar o modelo das UPPS

  • Reduzir a violência nas ruas, os roubos e homicídios de forma significativa no primeiro ano de governo por meio da implantação de um novo modelo de patrulhamento territorial e do aumento do efetivo policial

  • Investir em inteligência e em ações de planejamento para reduzir as mortes causadas por confrontos armados

  • Estabelecer um sistema de Corregedoria independente ligada ao governador para combater a corrupção policial

  • Reestruturar os órgãos de segurança pública do Rio de Janeiro a partir de um novo sistema de governança e de gestão com base em indicadores, metas e resultados, revendo procedimentos e processos internos

  • Reduzir o roubo de cargas e de veículos a partir da implantação de Sistema de Câmeras e Cerco Eletrônico nos principais corredores viários do estado 

  • Implantar um programa de Prevenção e Proteção das Mulheres Vítimas de Violência e também das vítimas de violência a LGBTs, crimes raciais, preconceito religioso e de exploração sexual. 

  • Criar os Centros de Operações Policiais (C.O.P.) em todas as regiões do Estado para integrar as atividades das forças de segurança 

Saúde

  • Reforçar os instrumentos de gestão regionais dos serviços de saúde para ampliar o atendimento próximo ao domicílio das pessoas

  • Apoiar as gestões municipais na ampliação da cobertura do Programa de Saúde da Família.

  • Recuperar a rede de urgência e emergência (Hospitais, UPA, CER, Prontos Socorros, GSE e SAMU)

  • Fortalecer o Sistema Único de Saúde, garantindo o financiamento adequado, com o cumprimento do percentual orçamentário para despesas com a saúde

  • Estabelecer uma equipe de comando, ligada diretamente ao Secretário de Saúde, para garantir uma integração operacional mais efetiva entre os equipamentos públicos de saúde federais, estaduais e municipais

  • Fazer uma reformulação completa da estrutura, sistemas e pessoal responsável pela Central de Regulação do Estado para reduzir ociosidades e desequilíbrios

  • Recuperar os serviços públicos de excelência como o Hemorio, o Programa Estadual de Transplantes, o Instituto Estadual de Cardiologia, o Instituto Estadual de Diabetes e Endocrinologia, Instituto Estadual do Cérebro, RioImagem e o Hospital Pedro Ernesto

  • Criar o programa “Cegonha Fluminense”, melhorando a rede de cuidado Materno Infantil, o atendimento pré-natal e garantindo um parto seguro. 

  • Investir nos programas de promoção da saúde, em especial no Programas de Redução de Acidentes de Trânsito e causa externas, Programas de incentivo à atividade física, antitabagismo e alimentação saudável.

  • Investir nos programas de promoção da saúde, em especial no Programas de Redução de Acidentes de Trânsito e causa externas, Programas de incentivo à atividade física, antitabagismo e alimentação saudável.

  • Ordenar a formação de Recursos Humanos em Saúde, ampliando as vagas de cursos técnicos, graduação, residências e pós-graduações nessa área.

  • Implantar um novo processo de gestão e avaliação dos profissionais de saúde do estado 

Educação

  • Ensino Médio voltado para o mercado de trabalho implementando programas como “Ensino Médio do Amanhã”

  • Ampliar o Ensino em tempo integral

  • Estabelecer parcerias com as prefeituras para atender as demandas da educação infantil

  • Atender a população carente

  • Valorização dos professores com novo Plano de Cargos, Carreiras e Remuneração

  • Aumentar o orçamento da educação, a partir da recuperação financeira do estado, e priorizando o investimento e recursos em educação, saúde e segurança.

  • Estar entre os três melhores IDEB do Ensino Médio no Brasil até 2022

  • Reduzir o percentual de distorção idade/série da rede pública estadual em 20% no Ensino Médio.

  • Estabelecer um programa para recuperar as universidades públicas estaduais e para incorporar as FAETECs ao novo modelo pedagógico do ensino médio

  • Replicar o sucesso de boas práticas como o Programas de Intervenção Pedagógica, de Minas Gerais, e Alfabetização na Idade Certa, do Ceará.

  • Criar a Escola de Formação de Professores - "Professor do Amanhã” com foco na capacitação e aprimoramento contínuo dos professores das escolas.

  • Criar a Academia de Liderança para Diretores - “Líderes Fluminenses da Educação” visando garantir autonomia e melhor capacidade gerencial para as nossas diretoras.

  • Criar o Programa “Jovem Global”, para reforçar o ensino de inglês para os jovens da rede estadual 

Meio Ambiente

  • Modernizar a Gestão dos Parques Estaduais

  • Incentivar o estabelecimento de mais Reservas Particulares do Patrimônio Natural (RPPN)

  • Fechar parcerias com o setor privado para revitalizar e equipar os parques estaduais

  • Promover corredores ecológicos

  • Recuperar ambientalmente as áreas de risco através de drenagens

  • Treinar as comunidades para as emergências

  • Coordenar diretamente as ações do Governo do Estado e dos municípios do entorno da Baía de Guanabara para uma recuperação acelerada da Baía, incluindo saneamento, ocupação urbana e a gestão dos recursos naturais

  • Priorizar a expansão do saneamento na Baixada Fluminense e em São Gonçalo, onde é possível levar água e esgoto para 5 milhões de pessoas.

  • Erradicar os lixões no Estado do Rio de Janeiro, a partir da adoção de tecnologias ambientalmente adequadas de gestão de resíduos 

  • Promover desenvolvimento da economia verde e buscar a redução das emissões de gases do efeito estufa

  • Implantar políticas públicas para a proteção, defesa e bem-estar dos animais, em coordenação com os municípios.

Renda e Habitação

  • Implementar o Cartão Família Fluminense, como instrumento de redistribuição de renda no estado e ampliação da renda para as famílias em situação de extrema pobreza

  • Disponibilizar moradias de baixa-renda para que a população mais carente possa ter finalmente acesso a uma casa

  • Revisar detalhadamente a política de incentivos fiscais no Estado, direcionando-a a cadeias produtivas estratégicas 

  • Criar um amplo programa de PPPs e concessões para elevar investimentos e expandir e modernizar a infraestrutura estadual

  • Reestruturar a AGE-Rio para incorporar funções de captadora e promotora de investimentos e do ambiente de negócios no Estado do Rio.

  • Estabelecer um diálogo permanente com o Governo Federal e a Petrobras para garantir a execução do plano de investimentos da empresa previstos para o Estado do Rio de Janeiro (US$ 30 bilhões entre 2018 e 2023)

  • Implementar um novo programa de capacitação e treinamento profissional em parceria com o Governo Federal e o Sistema S para melhorar as perspectivas de emprego das pessoas que estão sem trabalho e cujo nível de renda familiar seja inferior a cinco salários mínimos.

Direitos Humanos

  • Implementar o Cartão Família Fluminense, como instrumento de redistribuição de renda no Estado do Rio de Janeiro e ampliação da renda para as famílias em situação de extrema pobreza.

  • Implementar o Programa Poupança Escola, de ajuda financeira para incentivar jovens de famílias em situação de vulnerabilidade a frequentarem o ensino médio, e contribuir para a geração de renda, de oportunidades e auxiliar o ingresso dos jovens no mercado de trabalho.

  • Ampliar a oferta e melhorar o serviço dos restaurantes populares do Estado do Rio de Janeiro, como forma de prover alimentação digna para as parcelas mais carentes do território.

  • Estruturar um amplo programa de ações de inclusão socio-produtiva, através de parcerias com Sebrae, Sesi, Senai, Sesc e Senac, para a oferta de cursos para formação para o trabalho para populações em situação de vulnerabilidade social.

  • Ampliar as políticas e ações para redução da desigualdade racial e de gênero, além de fortalecer os instrumentos para garantia dos direitos para a população LGBT.

Esporte

  • Levantamento dos equipamentos esportivos da cidade para saber em que condições estão para reformar os que necessitem e colocar para funcionar

  • Construir Vilas Olímpicas e estabelecer parcerias com a iniciativa privada para cuidar desses locais e dar sustentabilidade aos projetos

  • Estabelecer parcerias com organizações sociais, “como a que fizemos com a ONU Mulheres, no projeto “Meninas empoderadas pelo esporte”, onde atendemos a mais de 500 meninas, entre 10 e 14 anos”.