MENU

Portal Multiplix

Coronavírus: volta às aulas na rede estadual é adiada mais uma vez

Estado promete aulas online a partir da próxima segunda-feira, 30, e material didático em casa para quem não tiver acesso à internet

Por Redação Multiplix
25/03/20 - 10:20
Coronavírus: volta às aulas na rede estadual é adiada mais uma vez Estudantes sem internet receberão material impresso | Foto: Banco de Imagem

Devido à pandemia do coronavírus, as aulas na rede estadual de ensino foram suspensas para evitar a proliferação da doença. A previsão era de que os alunos pudessem retornar às aulas no próximo dia 30, mas o estado decidiu adiar essa volta novamente, agora sem data certa.

A medida foi estabelecida pelo Gabinete de Crise de Prevenção ao Coronavírus e pela Secretaria de Estado de Saúde (SES). Mas, para não ficarem tanto tempo parados, durante o período em casa, a Secretaria de Estado de Educação (Seeduc), vai disponibilizar a partir da próxima segunda-feira, 30, aulas no formato online para os alunos.

A medida só será possível devido a um convênio com a Google, na plataforma Google Classroom. Ainda de acordo com a Seeduc, a paralisação das escolas públicas e privadas pode chegar a três meses.

As aulas vão acontecer da seguinte maneira: os professores, durante os horários normais de trabalho, vão ministrar as atividades na plataforma online, de acordo com o quadro de horários das aulas presenciais. As Gratificações por Lotação Temporária (GLPs) dos docentes serão mantidas.

E para os alunos que não têm acesso à internet, a Seeduc informou que eles vão receber o material impresso em suas casas e, com o retorno das aulas presenciais, quem precisar vai ter reforço escolar. O método de avaliação e provas bimestrais dependerá do período de interrupção das atividades presenciais.

“A ideia é manter os 200 dias letivos, mesmo que a Lei de Diretrizes e Base da Educação (LBD) permita que diante da pandemia do coronavírus os estados terminem o ano letivo de 2020 com menos dias. O objetivo da Seeduc é não prejudicar nem desestimular os alunos durante o período de quarentena. As horas de aulas à distância serão contadas como horas-aula normais”, explicou Pedro Fernandes, secretário de Estado de Educação.

Os estudantes que são beneficiários do Bolsa Família, ainda receberão uma assistência quanto à alimentação.


É proibida a reprodução total ou parcial dos conteúdos do Portal Multiplix, por qualquer meio, salvo prévia autorização por escrito.