MENU

Portal Multiplix

Consumidores relatam aumento de até 100% nas contas de luz em Nova Friburgo

Procon do município notificou a concessionária de energia elétrica para saber se houve aumento abusivo; confira a posição da empresa

Por Matheus Oliveira
21/05/20 - 14:31
Consumidores relatam aumento de até 100% nas contas de luz em Nova Friburgo Consumidores de Nova Friburgo se surpreendem com valor das contas de luz | Foto: Agnes Lutterbach

Moradores de Nova Friburgo, na Região Serrana do Rio, possuem uma queixa em comum: o aumento no valor das contas de luz neste mês. Nas redes sociais, há diversas reclamações de cidadãos que relatam que a fatura veio até 100% mais cara.

É que com mais tempo, ou às vezes mais gente, em casa, devido ao isolamento social, mais consumo de energia elétrica, certo? Nem sempre. A jornalista Agnes Lutterbach, por exemplo, diz que morando com os pais e utilizando poucos eletrodomésticos teve um acréscimo de R$ 141,51 entre as contas com vencimento em abril e maio.

"Moro com meus pais, que são idosos, e usamos bastante o chuveiro, apenas uma TV, um rádio, um computador e o microondas. Nada além para justificar o tamanho deste aumento”, declara.

Já o assessor de imprensa Emanuel Barata, que mora com a mãe, explicou que pagava, em média, entre R$ 200,00 e R$ 230,00, e que já achava o valor alto. Foi aí que passou a adotar hábitos como lavar roupa uma vez na semana, para ver se conseguia reduzir a média do valor pago.

Emanuel Barata afirma que pagava, em média, entre R$ 200,00 e R$ 230,00, mas conta com vencimento em junho veio bem mais caraEmanuel Barata afirma que pagava, em média, entre R$ 200,00 e R$ 230,00, mas conta com vencimento em junho veio bem mais cara | Foto: Emanuel Barata

Entretanto, a última conta surpreendeu. “Quando eu recebi a minha fatura de maio com vencimento em junho, eu tomei um susto porque, apesar de ter aplicado todas essas rotinas de diminuição de consumo, a conta chegou com o valor de R$ 352,28", afirma.

Emanuel diz que ligou para concessionária para entender a razão do valor, mas a empresa teria dito que a leitura tinha sido feita de forma correta e que um técnico seria enviado para avaliar o medidor da casa em até 15 dias, o que ainda não ocorreu. "A gente atravessa um período muito difícil. Arcar com um valor assim é realmente complicado”, desabafa.

Já o publicitário Anderson Curty relata um aumento de 30% em sua conta de luz, mas acredita que a culpa não é da concessionária de energia elétrica da cidade.

“Eu não acredito que tenha algo de errado com as faturas. Se nós estamos em casa, logo o consumo de energia vai ser maior. Não entendi o porquê de reclamar com a companhia”, declara.

Contudo, o Procon de Nova Friburgo notificou a Energisa para saber as razões dos aumentos significativos registrados por tantos usuários.

“Houve uma grande reclamação no sentido de que as contas desse último mês sofreram aumento e o que parece de forma abusiva. Por isso, notificamos a Energisa, na última segunda-feira, 18, pedindo um detalhamento de todas as informações que eles possam fornecer para a gente formar um juízo de valor e saber se ocorreu ou não um aumento abusivo”, afirma o coordenador do órgão de defesa do consumidor, Alexandro Gabetta.

A empresa tem até dez dias para responder aos questionamentos.

Consumidores que se sentirem lesados, podem procurar o Procon. O atendimento está sendo realizados através do email proconnf@gmail.com e o cidadão deve digitalizar as contas e colocar todos os seus dados na mensagem. O órgão municipal tem atendido das 9h às 13h.

O que diz a concessionária

Em nota enviada à imprensa, a concessionária Energisa diz que não houve, recentemente, reajuste de tarifa de energia e, portanto, não há aumento de valor na conta devido, exclusivamente, ao valor da tarifa.

A empresa lembra que o valor da fatura é calculado com base na tarifa de energia elétrica, que varia a cada local. Para emitir a conta de energia, a Energisa segue um calendário de leitura dos medidores que varia, entre 28 e 33 dias, em média.

A concessionária explica que, neste mês de abril, excepcionalmente, o ciclo de leitura para apurar o consumo de alguns consumidores chegou a 35 dias de consumo efetivo. Na maioria destes casos, o período de leitura anterior foi de apenas 28 dias. Essa informação consta na conta de energia e pode ser acompanhada pelo próprio cliente.

Devido a essa variação de número de dias de consumo, alguns consumidores acabam tendo um consumo maior em determinados períodos e, por consequência, no valor da conta.

Ainda segundo a nota da empresa, o cliente deve ficar atento, também, ao valor da Taxa de Iluminação Pública, que varia pela faixa de consumo e por município. O mesmo vale para o ICMS, imposto estadual, que no estado do Rio de Janeiro varia de acordo com o consumo de energia.

"Por exemplo, para clientes com consumo até 300 kWh, o ICMS é de 18% e para clientes com consumo a partir de 301 kWh, o imposto cobrado é de 31%. Outro ponto que é importante ser acompanhado é a incidência de PIS e Cofins, que são tributos federais e com percentuais variáveis a cada mês impactando no valor final da tarifa", diz trecho da nota da concessionária.

A Energisa solicita, também, que os clientes fiquem atentos ao aumento de consumo de energia durante o período de isolamento social. Como as pessoas estão passando mais tempo em suas residências, o consumo tende a subir, provocando o aumento do valor das faturas.

Para os clientes comerciais, a Energisa ressalta seu esforço em evitar o faturamento pela média, para que o cliente tenha uma conta que reflita o que de fato foi consumido no período. Entretanto, alguns estabelecimentos comerciais estão fechados por determinação dos órgãos públicos e, em alguns, os medidores de energia ficam dentro do comércio que estão fechados.

“Nesses casos, a leitura é feita, obrigatoriamente, pela média. Assim, o ideal é que o próprio cliente faça a leitura (que chamamos autoleitura) e informe à empresa. Lembramos que a data prevista para a próxima leitura vem na conta do consumidor e cada um pode realizar a autoleitura até três dias antes desta data e informar à Energisa através de um dos canais de atendimento”, explica Luciano Lima, gerente de Serviços Comerciais da empresa.


É proibida a reprodução total ou parcial dos conteúdos do Portal Multiplix, por qualquer meio, salvo prévia autorização por escrito.
TV Multiplix
TV Multiplix Comunicado de manutenção TV Multiplix Comunicado de manutenção