Cidades da Região Serrana têm resultados distintos na criação de empregos em junho

Enquanto Nova Friburgo teve saldo negativo de 50 vagas, a vizinha Teresópolis abriu 69 postos de trabalho

Por Matheus Oliveira
29/07/19 - 09:00
Cidades da Região Serrana têm resultados distintos na criação de empregos em junho Criação de vagas de empregos com carteira assinada teve saldo positivo em todo o país | Foto: Reprodução/Agência Brasil

As cidades de Nova Friburgo e Teresópolis, na Região Serrana do Rio de Janeiro, tiveram resultados diferentes no levantamento divulgado pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), na última quinta-feira, dia 25 de julho, sobre a criação de vagas de emprego com carteira assinada, em junho deste ano.

Saldo em Nova Friburgo

Se analisado apenas o mês de junho de 2019, a cidade de Nova Friburgo ficou com saldo negativo de 50 vagas. Isso porque o município serrano teve a criação de 1.367 empregos e demissão de 1.417 trabalhadores. Desde 2014, quando teve início a crise econômica que assola a país, esse foi o segundo melhor mês de junho da cidade, atrás apenas de 2015, quando houve saldo positivo de 83 vagas.

No acumulado de janeiro a junho, foram 9.045 trabalhadores admitidos e 8.467 vagas fechadas no município, o que resultou em saldo positivo de 578 novas oportunidades de trabalho. De 2014 até este ano, este foi o terceiro melhor semestre de Nova Friburgo, ficando atrás apenas de 2018 (593 vagas criadas) e de 2017 (com um resultado positivo de 591).

Nos últimos 12 meses, ocorreram 17.575 admissões diante do fechamento de 16.607 vagas. Dessa forma, o saldo também é positivo com a criação de 968 empregos.

Resultado em Teresópolis

O município de Teresópolis, no mês de junho, criou 932 vagas e fechou 863, ficando com resultado positivo de 69 postos de trabalho criados. Este foi o melhor junho da cidade serrana desde 2014. O melhor resultado anterior ocorreu em junho de 2014 com a criação de 9 vagas de emprego.

No primeiro semestre, 6.519 trabalhadores ganharam emprego e 6.211 perderam, totalizando saldo de 308 vagas criadas de janeiro a junho. No município, este foi o terceiro melhor primeiro semestre desde 2014. Antes, de janeiro a junho de 2016, foram abertos 1.427 postos de trabalho. No mesmo período de 2014, o saldo positivo foi de 870 novas vagas.

Nos últimos 12 meses, Teresópolis abriu 12.699 vagas de emprego e fechou outras 11.897, resultando em saldo positivo de 802 vagas abertas.

Brasil

No Brasil, a criação de empregos com carteira assinada teve saldo positivo em junho, com a geração de 48.436 vagas. O resultado foi o melhor para o mês desde 2013, quando, no mesmo período, foram geradas 123.836 vagas.

No primeiro semestre de 2019, foram criados 408.500 postos de trabalho (8.221.237 admissões e 7.812.737 desligamentos), o maior saldo para o período desde 2014 quando foram criadas 588.671 vagas. Em 12 meses até junho, houve abertura de 524.931 postos de trabalho.