Hamilton Werneck e Janaína Botelho vão receber a comenda Barão de Nova Friburgo

Solenidade de entrega da honraria acontece em maio, na semana de aniversário de 201 anos do município

Por Sara Schuabb
09/04/19 - 09:50
Hamilton Werneck e Janaína Botelho vão receber a comenda Barão de Nova Friburgo O pedagogo Hamilton Werneck e a historiadora Janaína Botelho serão homenageados com a Comenda Barão de Nova Friburgo | Fotos: Reprodução

A Câmara de Vereadores friburguense confirmou na segunda-feira, 8 de abril, que o educador e colunista do Portal Multiplix, Hamilton Werneck, e a historiadora Janaína Botelho serão os homenageados com a Comenda Barão de Nova Friburgo, em 2019. A honraria é tradicionalmente concedida todos os anos aos cidadãos que tenham se dedicado à cidade com feitos especiais.

A cerimônia de homenagem, que tradicionalmente acontece na semana de aniversário do município, será na terça, 14 de maio, no Teatro Municipal Laércio Rangel Ventura, com horário a confirmar. Na mesma solenidade serão concedidos 44 títulos de cidadão friburguense, cujos nomes serão escolhidos pelos 21 vereadores. De acordo com a casa, tanto as indicações para comenda quanto os títulos para cidadão ainda irão para votação em plenário.

Para Alexandre Cruz, presidente da Câmara de Vereadores, a escolha dos dois nomes é uma forma de homenagear todos os professores e mestres da cidade.

“O professor Hamilton já visitou mais de 600 cidades palestrando como educador e, como tal, tem demostrado carinho e respeito, fazendo uma boa propaganda de Nova Friburgo. É um grande comendador, leva o nome de Friburgo além dos horizontes das nossas montanhas. E a professora Janaína Botelho, com seus programas da história, tem despertado nos friburguenses uma sensação muito boa, do passado, das memórias das indústrias, das fazendas, do município, misturando cultura e história. Então, homenageando essas duas figuras, gostaríamos que todos os professores e mestres da cidade se sintam homenageados”, afirma.

Segundo o pedagogo e escritor Hamilton Werneck, a comenda costuma refletir o que as pessoas fazem de positivo para a cidade, seja na área da saúde, cultura, educação ou meio ambiente. E diz que, nos últimos 25 anos, projetou cenários de Nova Friburgo por onde passou, atraindo pessoas de várias partes do Brasil para o município, seja para buscar a moda íntima, conhecer a indústria ou o turismo.

“Nos últimos 25 anos tenho atingido em torno de 600 municípios diferentes. Em muitos deles realizei mais de 20 palestras, como Rio de Janeiro, São Paulo, Curitiba, Recife, Salvador, Fortaleza, Natal, Porto Alegre, que são cidades que permitem que você fale para plateias muito diferentes. Agradeço imensamente a cidade e ao presidente, que chegou a essa conclusão”.

A historiadora Janaína Botelho, que tem se destacado na área da história de Nova Friburgo e região, com programas de TV, pesquisas e publicações, chama atenção para a riqueza e peculiaridade da história do município, que está em constante movimento.

“Gostaria de dividir esse prêmio com todas as pessoas que me ajudaram a tecer a memória de Nova Friburgo. Muitas pessoas abriram seus arquivos, seus baús de história, para que eu pudesse compreender. Muitas vezes falaram de fatos tristes, difíceis de serem lembrados, mas fizeram esse exercício contribuindo para levarmos adiante a história do município. Fico muito feliz por ter sido um instrumento para contar a história de Friburgo. E também divido esse prêmio com os leitores e expectadores que apreciam a história do município”, diz Janaína.

Os homenageados

Hamilton Werneck é professor e cursou a Faculdade Medianeira na década de 60, fazendo pedagogia, orientação educacional e administração escolar. Deu aula em diversas instituições conhecidas na cidade, como os colégios Anchieta, Instituto Pátria e Cultura, Mercês, Nossa Senhora das Dores, Cefel e Rui Barbosa. Também lecionou na Faculdade de Filosofia Santa Dorotéia e na Universidade Cândido Mendes. Já foi agraciado com inúmeros prêmios na área da educação e já publicou 27 livros. É colunista e escreve quinzenalmente sobre educação para o Portal Multiplix.

Maria Janaína Botelho Corrêa é formada em Direito e com especialização e mestrado em História. É professora das disciplinas de História Geral do Direito, História do Direito Brasileiro e História da Alimentação, membro da Academia Friburguense de Letras e roteirista de documentário de história local. Já publicou os livros O Cotidiano de Nova Friburgo no final do século 19 – Práticas e Representações Sociais, História e Memória de Nova Friburgo e O Zum Zum das Montanhas, esse último um livro infanto-juvenil.