MENU

Portal Multiplix

Vice-diretor da UFF fala sobre impacto de corte orçamentário no campus Nova Friburgo

Atendimentos odontológico e fonoaudiológico à comunidade devem ser os primeiros a serem afetados pela medida

Por Matheus Oliveira
06/05/19 - 15:41
Vice-diretor da UFF fala sobre impacto de corte orçamentário no campus Nova Friburgo Projetos realizados na UFF podem ser atingidos devido à restrição orçamentária | Foto: Reprodução/Portal Multiplix

O corte de 30% nos repasses de verba para as universidades federais de todo o país, anunciado pelo Governo Federal na última terça-feira, dia 30 de abril, pode gerar impactos em projetos e pesquisas de instituições como a Universidade Federal Fluminense (UFF) e do Instituto Federal Fluminense (IFF). Em Nova Friburgo, o vice-diretor do Instituto de Saúde do campus da cidade, Vinícius D'Ávila Bitencourt Pascoal, em entrevista ao Portal Multiplix, relata os impactos que tal medida pode causar na unidade e as medidas adotadas para se adaptar ao orçamento menor.

Professor adjunto de genética, Vinícius destaca que tal medida irá impactar os atendimentos prestados no campus: “o corte de recursos irá agravar o problema orçamentário das instituições de ensino superior. A UFF tem como preceitos básicos a excelência acadêmica, o impacto social, a inovação e a transferência de conhecimento para a sociedade. Infelizmente, com esse corte de 30% do orçamento de custeio, acho difícil que isso não impacte os atendimentos oferecidos nos campi de odontologia e fonoaudiologia e, com certeza, irá postergar o início do atendimento do laboratório de análise clínica à comunidade”, afirma.

Ele destaca que a instituição já estava adotando medidas de corte e reestruturação para otimizar recursos que não estavam sendo corrigidos pela União há alguns anos, citando o envolvimento da comunidade e parcerias público-privadas para ajudar a angariar recursos para a UFF.

O vice-diretor se diz perplexo com a medida adotada pelo Ministério da Educação (MEC): “infelizmente, a comunidade acadêmica ficou perplexa, pois, há algum tempo já vem sofrendo com falta de equipamentos e reagentes necessários para desenvolvimento de atividades de atendimento à população, assim como aulas práticas para formação dos alunos matriculados. Entendemos que, em momentos de crise, os excessos devem ser cortados e os recursos otimizados. Porém, a melhor saída para a recuperação econômica e o fortalecimento do país vem com investimento em educação, ciência, tecnologia e inovação, que, a longo prazo, nos tornarão mais competitivos”, declara.

Vinícius ainda ressalta que projetos de extensão que proporcionam atendimentos odontológico e fonoaudiológico à comunidade “devem ser os primeiros a serem afetados, o que consequentemente afeta a formação dos alunos, uma vez que são partes cruciais na formação desses futuros profissionais.”

A informação do corte orçamentário foi dada pelo secretário de Educação Superior do MEC, Arnaldo Barbosa de Lima Júnior. O corte, inicialmente, seria restrito a três universidades: Universidade de Brasília (UnB), Universidade Federal Fluminense (UFF) e Universidade Federal da Bahia (UFBA). Em seguida, foi ampliado a todas as instituições federais do país.

A informação sobre o corte na verba das universidades federais surge ao mesmo tempo em que se abre o período para as instituições públicas de ensino superior aderirem ao Sistema de Seleção Unificada (Sisu). O Sisu é um sistema informatizado do MEC pelo qual instituições públicas de ensino superior oferecem vagas a candidatos participantes do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).