MENU

Portal Multiplix

Agências de Friburgo dão carta de crédito para cliente remarcar viagem ao exterior

Companhias aéreas e prestadores de serviço estão flexíveis com as multas e novas datas

Por Isadora Jaron
18/03/20 - 15:43
Agências de Friburgo dão carta de crédito para cliente remarcar viagem ao exterior Agências aconselham clientes a remarcar viagens para o exterior | Foto: Banco de Imagem

Quem tem viagem marcada para o exterior com o período de pandemia do coronavírus, não quer sair do Brasil, ainda mais com muitas fronteiras fechadas e países proibindo a circulação de pessoas nas ruas. Por causa do vírus e da grande proporção em que foi entrando nos países, as companhias aéreas e os fornecedores de serviço de viagem se mostram flexíveis com a situação.

Em Nova Friburgo, na Região Serrana do Rio, as agências de turismo estão disponibilizando ao cliente uma carta de crédito para remarcar a viagem. Além disso, as companhias aéreas, além dos hotéis e prestadores de serviço têm se mostrando tolerantes com as condições e não cobrança de multa.

“A questão é deixar uma carta de crédito para uma futura compra, se a pessoa ainda não tiver uma nova data para remarcar ou em caso em que a pessoa tenha uma nova data a gente já remarca. As companhias aéreas e os fornecedores estão bem flexíveis com as multas”, destacou Richele Vignóli, atendente de vendas de uma agência na rua Ariosto Bento de Mello.

Em algumas agências, esse crédito pode ser utilizado por até um ano. As operadoras estão empenhadas em não perder clientes e nem reembolsá-los. Até os passageiros que estão fora do país, tentando voltar, estão conseguindo remarcar a viagem.

“Os prestadores de serviço em geral que trabalham com o turismo estão todos empenhados em fazer essas remarcações para não perder essas vendas que foram feitas. Estamos conseguindo para todos os passageiros de acordo com a necessidade. Tenho uma cliente que está na Europa fazendo um cruzeiro que já trocou três vezes de porto. Toda hora a armadora do navio troca o local de desembarque porque está sendo impedida de atracar. Mas a previsão é de chegar em algum lugar no dia 22 ou 23 de março”, explicou Márcia Oliveira, gerente de uma agência na avenida Alberto Braune.

Hoje, com os casos de coronavírus aumentando no Brasil e no exterior, os clientes estão desistindo do embarque e optando pela remarcação.

“Já tivemos um caso de cliente que quis viajar, mas antes de evoluir o coronavírus. Conforme os casos da doença foram aumentando, o cliente não quis viajar mais e está remarcando”, disse Richele.

De acordo com Márcia, além da compreensão das companhias, a orientação é não cancelar a viagem e sim ver a possibilidade de uma nova data para remarcar.

“As companhias aéreas estão sendo muito flexíveis, muito compreensivas, estão permitindo que tudo possa ser alterado, mudado. Logico que ninguém quer que o passageiro peça o reembolso, a compra foi feita em uma situação que estava tudo bem. A orientação é que não cancele, mas sim adie a viagem que fique com o crédito para usar depois”, enalteceu.

Mesmo com o abatimento das multas, as companhias aéreas não são obrigadas a retirá-las dos pacotes que foram remarcados ou cancelados. De acordo com o advogado André Abicalil, as empresas estão lidando com uma nova situação com a pandemia.

“As empresas podem alegar que o caso é fortuito, não foi causado por elas. No código de Defesa do Consumidor atribui a responsabilidade ao prestador de serviço quando ele do ensejo ao descumprimento contratual. Esse caso é fortuito que até as seguradoras não sabem como trabalhar com isso”, explicou o advogado.


É proibida a reprodução total ou parcial dos conteúdos do Portal Multiplix, por qualquer meio, salvo prévia autorização por escrito.