Sumidouro: mulher não resiste e morre três dias após ser queimada por ex-companheiro

Agressor está preso e deve cumprir pena entre 12 a 30 anos de prisão

Por Sara Schuabb
26/04/19 - 13:19
Sumidouro: mulher não resiste e morre três dias após ser queimada por ex-companheiro Rosali estava internada há três dias, com lesões graves, na Casa de Saúde João XXIII, em Itaocara | Foto: Reprodução/Portal Multiplix

Internada desde a última terça-feira, 23 de abril, na Casa de Saúde XXIII de Itaocara, Rosali Costa, que teve o corpo queimado com gasolina por seu companheiro dentro da própria residência, no município de Sumidouro, Região Serrana do Rio, faleceu nesta sexta-feira, 26 abril.

Segundo o delegado que acompanha o caso, Vinícius Galhardo, o agressor está preso e deve responder por feminicídio consumado, com pena entre 12 a 30 anos de prisão. Também está sendo investigado se houve tentativa de agressão contra o filho menor, que presenciou o crime na casa, cujas partes dos cômodos pegaram fogo.

NOTÍCIAS RELACIONADAS:

Números de casos de agressão contra a mulher são altos na Região Serrana do Rio


O crime foi registrado na 111º Delegacia de Sumidouro. De acordo com a polícia, os vizinhos socorreram a vítima e ela foi conduzida até o hospital de Itaocara com lesões graves. O motivo da agressão estaria relacionado ao fato de que o homem não teria aceitado o término do relacionamento.