MENU

Portal Multiplix

O que se sabe até agora sobre os relatos de disparos com arma de airsoft em Nova Friburgo?

Suposto atirador estaria efetuando tiros com arma de jogo esportivo em pessoas, em diversos bairros do município. Confira o que diz a Polícia Civil

Por Redação Multiplix
30/11/19 - 18:26 | Atualizada em 30/11/19 - 20:04
O que se sabe até agora sobre os relatos de disparos com arma de airsoft em Friburgo? Reprodução de vídeo de câmera de segurança mostra possível Corolla prata de onde teriam sido feitos os disparos com arma de airsoft | Foto: Reprodução/Redes Sociais

A Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro (PCERJ) confirmou ao Portal Multiplix que está investigando relatos de disparos com arma de airsoft em ruas de Nova Friburgo, na Região Serrana do Rio.

Nas redes sociais, há mais de vinte relatos de pessoas que dizem ter sido atingidas pelos disparos, que teriam sido efetuados de dentro de um carro, modelo Corolla, de cor prata.

"Senti uma pressão e uma queimação forte no antebraço”

A reportagem do portal conversou com uma das vítimas, neste sábado, uma estudante universitária, que preferiu não revelar o nome.

Ela conta que estava a caminho de casa na última quarta e, enquanto passava pela rua Monte Líbano, entre 16h e 17h, sentiu um impacto no antebraço direito.

“Estava mexendo no celular, distraída, e senti no antebraço uma pressão muito forte, que ardeu na mesma hora. Tomei um susto”, diz a estudante.

Mas a história não terminou aí. No dia seguinte, situação similar ocorreu com a irmã dela, no final da rua Monte Líbano.

“No caso dela bateu na perna e, logo, começou uma queimação. Ela notou que o disparo veio de um carro que vinha no sentido contrário”, afirma.

A estudante diz que só começou a ter noção de que poderiam ser disparos de arma de airsoft por meio das redes sociais, quando outros relatos começaram a surgir, na noite de quinta-feira.

Ainda de acordo com a jovem, a marca do disparo permanece no corpo. “No dia, estranhei, cheguei olhar ao redor, mas não entendi o que havia ocorrido. Agora, ainda estou com a marca, um pouco vermelho no local”.

Ela diz que pretende registrar a ocorrência por meio do site da polícia civil. A irmã registrou boletim na delegacia na sexta-feira, acompanhada do pai.

Homem é atingido duas vezes por disparos e encontra munição no chão

Jorge Leite, de 63 anos, é funcionário público e foi atingido duas vezes pelos disparos em um intervalo de uma semana. Nas duas ocasiões ele estava trabalhando no Alto das Braunes.

“Na semana passada, estava de costas para a rua e senti como se fosse uma pedrada embaixo do braço direito”, afirma Jorge, que diz ter visto um veículo de cor prata passar.

Ele afirma ainda que, na hora, nem veio na cabeça que poderia ser um tiro disparado de dentro do automóvel. “Pensei que pudesse ser uma pedra que o carro passou e acabou atirando em mim”.

Bolinha de plástico como as usadas como munição em armas para a prática de airsoftBolinha de plástico como as usadas como munição em armas para a prática de airsoft | Foto: Arquivo pessoal/Jorge Leite

A suspeita começou na quinta desta semana, entre 9h30 e 10h da manhã, quando foi atingido novamente, dessa vez na perna direita, no mesmo local. Jorge conta que viu o carro prata outra vez e, quando olhou para o chão, avistou uma bolinha de plástico, típica de jogos de airsoft, rolando.

“Por ter conhecidos que já tinham me falado sobre o jogo, suspeitei que pudesse, sim, ser um disparo. Dessa vez, o tiro atingiu minha perna direita, mas a roupa ajudou a proteger”, conta.

A esposa de Jorge fez um boletim de ocorrência pela internet neste sábado.

Relatos se espalham por redes sociais

Um dos primeiros relatos que trouxe à tona o caso foi feito na sexta-feira, 29, por meio de um perfil no Facebook.

Marca no pescoço teria sido provocada por tiro de arma de airsoft, segundo autor de publicação no FacebookMarca no pescoço teria sido provocada por tiro de arma de airsoft, segundo autor de publicação no Facebook | Foto: Reprodução/Redes Sociais

O autor da publicação afirma ter sido atingido por um tiro de airsoft no pescoço, por volta das 12h de sexta, quando andava pela rua Carlos Alberto Braune, no sentido do bairro Braunes.

Ainda de acordo com o autor da postagem, antes, a filha dele, que seria estudante em uma universidade privada do bairro, também teria sido atingida por tiro na perna, por volta das 9h do dia 27, na rua Sara Braune.

Segundo o homem, a filha ainda encontrou, logo após o ocorrido, outra vítima, na mesma via.

Os disparos teriam sido efetuados de um veículo Corolla prata, modelo 2004-2008.

Peço que caso alguém tenha sido atingido nos últimos dias, nas mesmas circunstâncias, realize o boletim de ocorrências online para que possamos encontrar o autor do fato. Já existem outras queixas sobre o mesmo caso com outras pessoas.

Nos comentários da postagem, uma mulher relata ter sido vítima, mas em bairro diferente: “Fui atingida no braço hoje, em Duas Pedras, por volta das 7h45, indo para o trabalho”.

Também há casos na Chácara do Paraíso e no Prado. “Senti uma dor no braço assim que esse carro passou, fui ver e estava muito vermelho e uma bola, depois ficou roxo. Não imaginei que seria isso! Perigo de acertar nos meus filhos ainda”, relata uma usuária do Facebook.

O que diz a Polícia Civil

Por meio de nota, a assessoria da PCERJ informou que o caso foi registrado na 151ª DP através da internet.

“Agentes estão buscando imagens nas imediações. A unidade já levantou informações sobre descrição do carro e a identificação do autor”, diz trecho da nota.

A orientação é para que as vítimas façam o registro físico, na delegacia, para que possam ser encaminhadas a exame de corpo de delito.

Sobre o airsoft

Conhecido mundialmente, o airsoft é voltado à simulação de táticas militares. O esporte utiliza armas de pressão, que disparam projéteis plásticos não letais.