RPG na rede pública de saúde do Rio

Investindo na medicina preventiva, estado passa a oferecer o tratamento pelo SUS

Por Juliana Guzzo
23/05/19 - 17:26
RPG na rede pública de saúde do Rio RPG tem o objetivo de prevenir e tratar lesões osteomusculares e outras alterações posturais | Foto: Banco de Imagem

No último mês, o governo estadual sancionou uma lei que garante a oferta de tratamento fisioterápico de Reeducação Postural Global, popularmente conhecido pela sigla RPG. Segundo a medida, publicada no diário oficial do dia 18 de abril, as unidades de saúde têm que ter pelo menos um profissional habilitado na área da fisioterapia pelo método Souchard.

Criado em 1980 pelo fisioterapeuta Frances Philippe E. Souchard, o RPG tem como sua principal característica o cuidado com o paciente de forma integral e também preventiva, diferente da fisioterapia tradicional, que tem a atenção voltada apenas às queixas imediatas dos pacientes.

A RPG tem o objetivo de prevenir e tratar lesões osteomusculares e outras alterações posturais, recorrendo a posturas terapêuticas que relaxam as cadeias musculares encurtadas por alguma lesão ou por se manterem estáticas, amenizando dores cervicais e lombares. As posturas de RPG são orientadas por um fisioterapeuta através de um tratamento individual.

A fisioterapeuta Natalia Curty Biar, especializada na técnica RPG, conta que a vida moderna causa muitos problemas frequentes de saúde por posições inadequadas e repetitivas no trabalho, em casa, no lazer e na escola e com elas o indivíduo fica suscetível a uma série de patologias.

“Todas as nossas atividades contribuem para o encurtamento dos nossos músculos e a compressão das articulações. Tudo isso acaba provocando um desequilíbrio do corpo e é nesse contexto que entra em ação a RPG”, afirma a profissional atuante no município de Cordeiro, Região Serrana do Rio.

Natalia diz ainda que o tratamento na rede pública deve trazer benefícios. “O tratamento fisioterápico de Reeducação Postural Global passa a integrar a rede pública de saúde do estado do Rio de Janeiro trazendo benefícios à população e qualidade de vida. Quando bem executado por um fisioterapeuta habilitado, pode ajudar muito o paciente em sua recuperação”, diz.

A inclusão da RPG no sistema de saúde do Rio segue uma tendência de investimento em práticas preventivas de saúde da população.