MENU

Portal Multiplix

Fale Conosco

(22) 3512-2020

Anuncie

Contato comercial

Trabalhe conosco

Vagas disponíveis

Ambientalista: efeitos do aquecimento global já podem ser sentidos na Região Serrana

Geógrafo de Nova Friburgo afirma que um dos maiores riscos que as mudanças climáticas representam para a região é o “fim” da água

Por Luisa Machado
18/12/19 - 09:47
Ambientalista: efeitos do aquecimento global já podem ser sentidos na Região Serrana A emissão de gases é um dos maiores motivos de poluição no planeta, atualmente | Foto: Banco de Imagem

Terminou no último domingo, dia 15 de dezembro, a 25ª edição da Conferência do Clima da Organização das Nações Unidas (ONU), conhecida como COP-25. O encontro aconteceu em Madrid, capital da Espanha, e durou 15 dias.

A reunião uniu representantes de mais de 200 países e foram discutidas as mudanças climáticas que acontecem no planeta. A próxima reunião de países para discutir o tema vai acontecer em Glasgow, no Reino Unido, em novembro de 2020.

De acordo com a WWF, organização não governamental (ONG) internacional focada nos cuidados com o meio ambiente, os principais fenômenos climáticos que assolam o planeta Terra são o aquecimento global e o efeito estufa.

O aquecimento global, de acordo com a ONG, é o aumento na temperatura dos oceanos e da camada de ar próxima à superfície terrestre, o que interfere diretamente nas mais diversas formas de vida.

Já o efeito estufa é um fenômeno natural que cria uma camada de gases que servem para reter o calor, necessário à manutenção da vida humana. O problema é que o ser humano está produzindo esses gases em excesso, a camada está cada vez mais espessa e o planeta cada vez mais quente.

Para Fernando Cavalcanti, que atua como geólogo e professor em Nova Friburgo, os sinais das mudanças climáticas podem ser sentidos diretamente em todo o estado, especialmente na Região Serrana.

“O estado do Rio tem uma das piores disponibilidades hídricas do Brasil e poderá piorar sem uma política de combater o desmatamento. As temperaturas passam a ser extremadas, as chuvas ficam descontroladas, e isso tudo somado promove a seca de nascentes trazendo a maior das ameaças: a falta de água”, comenta.

Ainda de acordo com Fernando, o planeta vem passando por sérios problemas na ordem ambiental, e que podem trazer consequências mais sérias ainda.

“A humanidade está criando um sistema que produz lixo o tempo todo. Seja lixo na atmosfera através da poluição, lixo plástico, impactando a vida nos oceanos como nunca e até mesmo a produção de lixo mental, produzindo ações que são guiadas pela ignorância e ódio”, explica o professor.

As metas definidas na reunião internacional devem ser cumpridas pelos países participantes, mas as ações de cuidado com o meio ambiente podem começar dentro de cada lar. É o que explica Fernando.

“A coleta seletiva e a reciclagem já são realidade em alguns países e cidades no exterior, e os efeitos das mudanças climáticas já podem ser sentidas. Cada pessoa pode ajudar encaminhando seu lixo para a reciclagem, plantando árvores e educando os mais jovens”, finaliza.


É proibida a reprodução total ou parcial dos conteúdos do Portal Multiplix, por qualquer meio, salvo prévia autorização por escrito.
TV Multiplix
TV Multiplix Comunicado de manutenção TV Multiplix Comunicado de manutenção
A TV Multiplix conta com conteúdos exclusivos sobre o interior do estado do Rio de Janeiro. São filmes, séries, reportagens, programas e muito mais, para assistir quando e onde quiser.