MENU

Portal Multiplix

Fale Conosco

(22) 3512-2020

Anuncie

Contato comercial

Trabalhe conosco

Vagas disponíveis

Mais um passo rumo a Tóquio: técnica da seleção feminina avalia período na Granja Comary

Treinadora Pia Sundhage falou sobre trabalhos realizados em Teresópolis e projetou a disputa para os Jogos Olímpicos deste ano

Por Matheus Oliveira
14/04/21 - 11:04
Mais um passo rumo a Tóquio: técnica da seleção feminina avalia período na Granja Comary Técnica Pia Sundhage fez novos testes e avaliações visando os Jogos Olímpicos | Foto: Reprodução/CBF

O caminho para Tóquio cada vez mais próximo. Assim pode ser resumido o período de treinamento da Seleção Brasileira feminina de futebol na Granja Comary, em Teresópolis, na Região Serrana do Rio, encerrado nessa terça-feira, dia 13 de abril.

Em entrevista coletiva concedida no mesmo dia, a técnica da Seleção Brasileira, Pia Sundhage avaliou a etapa de trabalho e projetou a disputa dos Jogos Olímpicos deste ano.

Nesta Data Fifa, que durou uma semana, o Brasil não pôde fazer partidas por causa da pandemia. Além disso, sem a presença das atletas que atuam no exterior como a Rainha Marta, Pia convocou várias jovens jogadoras que atuam no Brasil. Assim, o trabalho teve como foco treinamentos táticos e avaliação dos adversários.

“Nós estivemos aqui na Granja Comary assistindo aos jogos das seleções dos Estados Unidos, Inglaterra e Austrália. E, é claro, isso é um pouco estressante. Nada vai vir fácil para a gente. Então eu coloquei as jogadoras para assistir um desses jogos, nós conversamos sobre as nossas adversárias e tentamos trabalhar em algumas questões do nosso jogo. Então, nesse tempo curto, sem jogos, nós fizemos duas coisas: trabalhamos muito posicionamento e muito contra ataque também. O trabalho é estabelecer as prioridades. Na próxima Data Fifa eu espero que a gente já tenha jogos, para que a gente se prepare para as Olímpiadas”, avalia Pia.

As Datas Fifa são os períodos estipulados pela entidade máxima do futebol para que as seleções se reúnam e disputem jogos como amistosos e duelos pelas Eliminatórias para a Copa.

Durante este trabalho, e relatado nas entrevistas pelas atletas, a comandante brasileira utilizou muitas jogadoras em posições diferentes daquelas em que elas estão acostumadas a atuarem. Um exemplo disso é a atacante Bia Zaneratto que vem sendo testada no comando de ataque e pelas pontas, como meia-atacante.

“Estou muito animada de ver as jogadoras mais novas aqui pois elas são muito técnicas. Por exemplo, a Jaqueline, que me surpreendeu. Esperava que ela fosse para a esquerda e ela deu uma volta, se movimentou e foi para o outro lado. E eu simplesmente amei. Ser capaz de jogar o que foi idealizado, mas ao mesmo tempo fazer algo criativo. É muito importante que elas joguem muitas vezes e ganhem experiência”, afirma a treinadora.

Questionada sobre os últimos 100 dias antes das Olimpíadas e da possiblidade de trazer o inédito ouro olímpico para o futebol feminino brasileiro, ela ressaltou as dificuldades impostas pela pandemia de Covid-19.

“Eu estive em todas as Olimpíadas, joguei em 96 e nunca passei por isso antes. Quando você está na Suécia e nos Estados Unidos, existe muita organização e planejamento. Aqui tivemos que mudar nossos planos por causa desta doença e não temos tantos dias. Por isso, sou grata pelos períodos de treinos e pelos jogos que elas disputaram nos torneios nacionais”, afirma, antes de completar.

“Desta vez, temos um planejamento alterado e não temos tempo, mas tem algo especial com esta equipe. Elas são muito coesas e técnicas, e sabem quais são as prioridades. Devemos enfatizar e saber quais as nossas necessidades. Temos alguns dias, mas os próximos passos são cruciais, as atletas precisam jogar e eu também preciso estar trabalhando bastante. É crucial que a gente possa ter jogos e mais treinos antes dos Jogos”, declara.

Vale lembrar que a treinadora sueca, além de jogar, comandou a seleção de seu país e os Estados Unidos em outras edições da maior competição esportiva do planeta.

Por fim, Pia destacou que ainda não sabe quantas destas jovens atletas irão para as Olimpíadas, lembrando da pressão que o torneio olímpico possui.

“Eu acho que a gente pode fazer a diferença na Copa do Mundo. É por isso que eu estou tão animada por trazer essas jogadoras. Ainda não sei se elas estão prontas para isso. A Olimpíada possui uma pressão enorme. E você tem que abraçar essa pressão, mas se você é uma jogadora nova, você não está jogando há muito tempo pela seleção brasileira, é mais difícil lidar com essa pressão. Quantas irão? Não sei. Vamos precisar pensar sobre isso e avaliar tudo. Tenho certeza que com as novas jogadoras neste time, nosso futuro será muito interessante” concluiu a treinadora apostando em um processo de renovação do selecionado.

O sorteio dos grupos do futebol nas Olimpíadas será realizado na próxima quarta-feira, dia 21 de abril.

Covid-19

Logo após a coletiva da treinadora, a CBF informou que três atletas e dois membros da comissão técnica que participaram do período de preparação da Seleção Brasileira feminina, na Granja Comary, testaram positivo para Covid-19.

Segundo a entidade, todos foram isolados imediatamente e ficarão na Granja sob os cuidados do departamento médico da Seleção, até completarem os dez dias de quarentena previstos no protocolo.

“Todos estão bem e com sintomas leves”, informou a CBF.

Veja outras notícias da Região Serrana do Rio no Portal Multiplix.


É proibida a reprodução total ou parcial dos conteúdos do Portal Multiplix, por qualquer meio, salvo prévia autorização por escrito.
TV Multiplix
TV Multiplix Comunicado de manutenção TV Multiplix Comunicado de manutenção
A TV Multiplix conta com conteúdos exclusivos sobre o interior do estado do Rio de Janeiro. São filmes, séries, reportagens, programas e muito mais, para assistir quando e onde quiser.