Jogador do Friburguense precisou levar 14 pontos após corte na perna esquerda

Atleta se lesionou no estádio Alzirão e já iniciou o processo de recuperação

Por Matheus Oliveira
20/09/18 - 14:07
Jogador do Friburguense precisou levar 14 pontos após corte na perna esquerda Dedé é atendido pela comissão técnica do Friburguense após o corte na coxa esquerda | Foto: Divulgação/ Úrsula Nery (Agência Ferj)

Em razão de um corte na coxa esquerda, o atacante Dedé precisou deixar a partida contra o Itaboraí, no estádio Alzirão, na última quarta-feira, dia 19 de setembro, e levar 14 pontos no local. O duelo marcou a eliminação do Tricolor Serrano na semifinal da Copa Rio.

No duelo vencido pelo Itaboraí por 2 a 1 – vitória por 3 a 2 nos pênaltis- o atleta, ao tentar cruzar uma bola, aos 27 minutos do primeiro tempo, se chocou com uma moita que fica situada em um paredão, atrás de um dos gols do Alzirão.

O corte perfurou a coxa esquerda do atacante tricolor deixando o jogo paralisado por 12 minutos. Na sequência, ele foi encaminhado para um hospital e precisou levar 14 pontos.

Segundo informações da comissão técnica do Friburguense, o corte rasgou a pele do atleta, mas nenhum músculo foi afetado e o atleta passa bem, se recuperando do problema em casa. Segundo o site oficial do clube, a primeira etapa da recuperação irá durar duas semanas com a retirada dos pontos.

"A rapaziada ficou preocupada mesmo, e alguns torcedores até mandaram mensagem pra mim. Eu estou bem e agradeço a preocupação de todos. Não foi nada grave, e eu creio que foi um livramento de Deus. Ele tem algo reservado pra mim. Foi uma bênção. Estou com a minha mãe, minha família e está tudo certo", disse o atleta.

Aos 24 anos de idade, Dedé fez a primeira temporada como atleta profissional. Aprovado em um teste no Friburguense, em 2017, foi integrado ao elenco, ganhou espaço e se tornou titular da equipe comandada por Cadão. Foi autor de nove gols na Série B1 do Campeonato Carioca e balançou as redes uma vez na Copa Rio deste ano, além das diversas assistências.