Friburguense reina nas piscinas russas! Jhennifer Alves fatura dois ouros no Mundial Militar

Atleta do Pinheiros somou mais duas importantes conquistas à sua coleção nas provas dos 50m e 100m peito

Por Matheus Oliveira
23/08/18 - 14:21
Friburguense reina nas piscinas russas! Jhennifer Alves fatura dois ouros no Mundial Militar A nadadora Jhennifer Alves vem se destacando cada vez mais no cenário internacional | Foto: Divulgação/Redes Sociais

Voando baixo! Assim está a nadadora friburguense Jhennifer Alves nos 50 e 100 metros peito. Especialista na modalidade, a atleta, que representa a Aeronáutica, conquistou a medalha de ouro nas duas provas durante a disputa do Mundial Militar, nas piscinas de Samara, na Rússia. Ela marcou o tempo de 30 segundos e 76 centésimos. Nos 100m, Jhennifer nadou para a marca de 1 minuto, oito segundos e 93 centésimos.

Atleta do Pinheiros-SP, Jhennifer superou, na final, a russa Maria Temnikova, que conquistou a prata com o tempo de 31 segundos e 88 centésimos, e a francesa Sollene Galego, que faturou o bronze, com a marca de 32 segundos e 27 centésimos nos 50 metros. O evento teve como seletiva para os atletas brasileiros o Troféu Brasil, e reuniu grandes nomes da natação militar.

Este não foi o melhor tempo de Jhennifer Alves na temporada, já que a atleta de Nova Friburgo marcou 30s64 no Troféu Maria Lenk, considerado o Campeonato Brasileiro da Natação. Na ocasião, a friburguense derrotou a lituana Ruta Meilutyte, campeã olímpica da prova.

Além disso, a nadadora já havia faturado neste ano o título da 12ª edição do Aberto da França, competição de destaque no cenário mundial que conta com alguns dos maiores nomes da natação internacional. Nos 100m, a jovem faturou a prata com a marca de um minuto, oito segundos e 88 centésimos, sendo superada apenas pela japonesa Reona Aoki, que fez o tempo de um minuto, seis segundos e 61 centésimos. Vale lembrar que a prova dos 50m peito não está incluída no programa dos Jogos Olímpicos.

Carreira

Com apenas 20 anos, Jhennifer Alves, tem conquistas importantes no currículo, como uma medalha de bronze no Pan-Americano de 2015 e a participação nas Olimpíadas Rio 2016. Jhennifer nadou pelo Flamengo dos 14 aos 18 anos, quando deixou o clube da Gávea e assinou com o Pinheiros.

Em 2015, ela foi campeã sul-americana no Campeonato Juvenil de Lima nas provas de 100m peito e revezamento 4x50m medley. Nos Jogos Pan-Americanos de Toronto 2015, Jhennifer conquistou a medalha de bronze na prova dos 4×100 metros medley, com Etiene Medeiros, Daynara de Paula e Larissa Oliveira.

No mesmo ano, no Open em Palhoça, Jhennifer fez 31s17 nos 50m peito, prova não-olímpica, o melhor tempo de sua vida na distância. O resultado ajudou a jovem a integrar a equipe brasileira no Campeonato Mundial de Esportes Aquáticos de 2015, em Kazan, na Rússia, quando terminou em 14º lugar nos 4x100m medley, 21º nos 50m peito e 36º nos 100m peito.

No Troféu Maria Lenk de 2016, última seletiva brasileira para os Jogos Olímpicos, a atleta fechou os 100m peito em 01m08s03, sua melhor marca pessoal e abaixo do índice B exigido pela Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA) (1min10s22), confirmando sua participação nos Jogos Olímpicos Rio 2016. A atleta friburguense fez parte do revezamento 4x100m medley feminino do Brasil, nadando os 100m peito em 1min08s23. A equipe brasileira terminou em 13º lugar com 4m02s83.

No Troféu José Finkel 2016, a nadadora conquistou mais dois ouros na carreira, nas provas de 50m e 100m peito, e uma medalha de prata no revezamento 4x100m medley, se consolidando como uma das melhores nadadoras de peito do país.

Já em 2017, Jhennifer quebrou o recorde sul-americano nos 50m peito, sua especialidade, com o tempo de 30s31. Além desse, a nadadora friburguense também faturou o título nos 100m peito, ficando muito próxima do recorde sul-americano, com o tempo de 1m06s55.


*Com a colaboração de Fernando Moreira