MENU

Portal Multiplix

Servidores da Educação de Cachoeiras de Macacu decidem manter greve

Segundo Sindicato Estadual dos Professores, 70% dos servidores aderiram. Paralisação é por tempo indeterminado

Por Luisa Machado
01/07/19 - 16:05
Servidores da Educação de Cachoeiras de Macacu decidem manter greve  Segundo Sindicato Estadual dos Professores, 70% dos servidores aderiram à greve | Foto: João Ferreira

Os servidores da Educação de Cachoeiras de Macacu, na Região Metropolitana do Rio, decidiram, nesta segunda-feira, 1º de julho, manter a greve do segmento por tempo indeterminado. Os profissionais estão em paralisação desde o dia 24 de junho.

Entre as principais reivindicações da classe ao governo municipal estão o cumprimento da Lei Orgânica do município e o retorno do pagamento de salário no quinto dia útil ou, no máximo, até o dia dez de cada mês, demanda apresentada pelo Sindicato Estadual dos Profissionais da Educação (Sepe) à Prefeitura de Cachoeiras de Macacu desde agosto de 2018 como noticiado pelo Portal Mutiplix.

Os profissionais da área também reivindicam o pagamento integral de todos os profissionais da educação no mesmo dia, a regularização do pagamento dos aposentados e do transporte, tanto dos ônibus escolares quanto do transporte público utilizado pelos alunos, além do afastamento de Rui Dias da função de Secretário Interino de Educação.

A servidora Mônica Dias acredita que o movimento de greve pode trazer resultados para a categoria. “É através da luta de categoria que o trabalhador consegue expor para o governo e para a população local a sua insatisfação diante das grandes falhas administrativas da gestão atual e consegue reverter este quadro”, diz.

O coordenador geral do núcleo do Sepe em Cachoeiras de Macacu, João Ferreira, diz que os protestos de professores e profissionais da Educação vêm desde 2017 e reclama da falta de diálogo do executivo.

“Foram muitas passeatas, vigílias, ocupações da prefeitura, ocupações na Secretaria Municipal de Educação. Fizemos também muitas paralisações de advertência. A gente vem negociando com o governo desde 2017, mas não avançamos muito. Para esse momento, até agora, o governo não chamou o sindicato para conversar”.

A reportagem do Portal Multiplix entrou em contato com a Prefeitura Municipal de Cachoeiras de Macacu pedindo posição sobre o assunto e aguarda resposta.