MENU

Portal Multiplix

Chuva forte alaga ruas, causa deslizamentos e quedas de árvores em Nova Friburgo

Chuva de quarta-feira, 12, gerou transtornos em diversas partes da cidade. RJ-142 segue em meia pista; RJ-116 ficou fechada temporariamente. Confira um balanço

Por Redação Multiplix
13/02/20 - 09:52 | Atualizada em 13/02/20 - 10:54
Chuva forte alaga ruas, causa deslizamentos e quedas de árvores em Nova Friburgo Volume de chuva causa transtornos em diversos bairros de Nova Friburgo | Foto: Reprodução/Redes Sociais

As chuvas que atingiram Nova Friburgo, na Região Serrana do Rio, na quarta-feira, 12, causaram danos em várias partes da cidade. Algumas das principais estradas do município ficaram interditadas ou tiveram o tráfego de veículo afetado. Também foram registrados deslizamentos de terra em alguns bairros, assim como diversos pontos de alagamentos, quedas de árvores e galhos.

Não há vítimas, nem desalojados ou desabrigados, segundo a Secretaria Municipal de Defesa Civil.

De acordo com boletim divulgado pela secretaria, a precipitação média registrada na cidade entre às 9h de quarta e às 9h desta quinta foi de 78 mm.

Ainda segundo a Defesa Civil, o bairro com maior volume de chuva foi Mury, onde choveu 96 mm. Já Riograndina registrou o menor índice pluviométrico: 50 mm.

Pelo menos sete ocorrências de deslizamentos de terra foram contabilizadas pelo órgão durante as últimas 24 horas.

Duas quedas de barreira afetaram o tráfego de veículos na RJ-150, a Friburgo-Amparo. Também houve deslizamento na rua atrás do Corpo de Bombeiros, no bairro Vila Nova. Na ocasião, um carro ficou soterrado, mas ninguém se feriu.

Carro fica soterrado após deslizamento de terra em rua atrás do Corpo de Bombeiros, no bairro Vila NovaCarro fica soterrado após deslizamento de terra em rua atrás do Corpo de Bombeiros, no bairro Vila Nova | Foto: Reprodução/Redes Sociais

Outros locais com casos de deslizamentos foram: R-142, na altura do Encontro dos Rios, em Lumiar, onde o trânsito está em meia pista; rua Monte Líbano, onde uma calçada ficou obstruída; um deslizamento na rua Emilia Falchetto, no Cordoeira; e uma queda de barreira na Via Expressa, em frente à Afape, em Olaria.

Alagamentos assustaram friburguenses

No Centro da cidade, o rio Bengalas ficou em ponto crítico para transbordamento. No distrito de Conselheiro Paulino, a altura elevada da água, segundo alguns moradores, acabou inundando algumas vias que ficam em nível inferior à margem do rio.

Houve alagamento na rua Clarindo Rosa Teixeira, assim como parte da rua José Ernesto Knust.

Outro ponto de inundação no distrito foi a rua Garcia de Queirós, ao lado do Colégio Municipal Rui Barbosa, e as ruas do entorno, segundo a Defesa Civil de Nova Friburgo.

No bairro Jardim Califórnia, um rio transbordou e as ruas ficaram alagadas. “Eu moro na rua Chucuru e ela ficou bem cheia. Tem um rio atrás que enche e entope os bueiros e a rua alaga. A rua aqui é sem saída e ontem o pessoal teve que tirar os carros. Hoje, 13, já está tudo normal”, disse a professora Roberta de Oliveira, em entrevista ao Portal Multiplix.

Situação das estradas do município

Na RJ-142 (a Serramar), parte da estrada cedeu, na altura do km 28, entre Lumiar e Figueira Branca, sentido Casimiro de Abreu. Motociclistas sinalizaram a via como forma de alertar motoristas e os carros trafegavam em apenas uma das pistas.

Nesta quinta, o trânsito no local está em meia pista, segundo o DER-RJ, permitindo apenas a passagem de veículos de pequeno porte de até 16 toneladas (carro). Ônibus e caminhões não têm permissão para passar no trecho, neste momento.

Ainda segundo o órgão estadual, "obras de contenção neste trecho serão emergenciais e serão licitadas com a maior brevidade possível, dentro dos trâmites possíveis e permitidos".

Já no km 14, o DER-RJ está removendo, nesta manhã, uma barreira, em parceria com a Subprefeitura de Lumiar.

A RJ-116 foi interditada por volta das 18h30, segundo a concessionária Rota 116, devido à queda de árvores na altura do km 68, em Debossan. A concessionária Energisa e o Corpo de Bombeiros foram acionados para o local. Um enorme congestionamento se formou, tanto no sentido Cachoeiras quanto no sentido Friburgo. A pista foi liberada, segundo a Rota, por volta das 23h10.

Situação em Sumidouro

Em Sumidouro, no município vizinho, também houve o registro de ocorrências, na RJ-148, entre Barra de São Francisco e Sumidouro. Os bombeiros foram acionados por volta das 22h para um deslizamento de terra em cima de um veículo.

“Não houve vítimas. Apenas os ocupantes do carro que ficaram presos em meio a lama. A Defesa Civil também esteve no local com escavadeiras para retirar as pessoas”, explicou o coronel Fábio Gonçalves, comandante do 16º GBM.


É proibida a reprodução total ou parcial dos conteúdos do Portal Multiplix, por qualquer meio, salvo prévia autorização por escrito.