MENU

Portal Multiplix

A maior de todas as forças

Por JC do RH
07/01/20 - 09:00

Quando falamos sobre motivação, sobre o sentido da vida, sobre valores, sobre propósitos, muitas vezes nos deparamos com uma questão interessante: qual é a força que de fato nos move? Se pararmos para pensar, talvez nunca cheguemos a uma conclusão única, pois múltiplas podem ser as respostas sem que haja, necessariamente, um “certo” ou um “errado”. Assim, para alguns, a principal força motriz pode e deve ser a sua FÉ; para outros, o AMOR; ou, ainda, a ESPERANÇA. Olhando por um lado “menos agradável”, há pessoas que se motivam - e se movem adiante - por AMBIÇÃO, por INVEJA, e até por motivos menos nobres, quaisquer que sejam eles. De qualquer forma, todas essas são forças muito poderosas, que de fato fazem com que as pessoas se movam, se modifiquem e, uma vez renovadas em sua motivação, sigam adiante no fluxo de suas vidas.

Mas, e você? O que trouxe você ao ponto pessoal e profissional em que agora se encontra? E o que hoje motiva você a ir adiante, a buscar se aprofundar, crescer, se desenvolver, fazer mais? A sua principal força motriz ainda é a mesma de alguns anos atrás, ou mudou? O que faz com que você hoje em dia saia da cama bem cedo de manhã e viva sua vida, e a viva intensamente? Quantas vezes você já parou para pensar sobre isso, ao menos nos últimos tempos? E se pensou, ficou satisfeito (a) com aquilo que descobriu sobre si mesmo (a)?

Sim, eu sei, são muitas perguntas; e somente você tem as respostas, ninguém mais. Portanto, se acha que são questões relevantes, comece agora mesmo a refletir sobre elas, pois irão ajudar você a se conhecer melhor. E isso talvez venha a mudar a sua vida. Quem sabe?

Deixando de lado motivos como ambição, inveja ou outros, há um que muitos apontam como sendo a principal força motriz e motivacional das pessoas: o amor. Não há dúvidas de que é um sentimento extremamente poderoso; e de que é sempre agradável pensarmos nele como sendo aquilo que de fato nos move e nos motiva. O amor pela família, em especial: pela esposa / marido, pelos filhos, pelos pais, pelos irmãos. Ou, em um sentido mais amplo, o amor que cuida, que provê e que orienta, sem olhar a quem. Nada de errado com isso, muito pelo contrário: o amor é, de fato, uma extraordinária força motivacional, e deve (ria) estar presente em todas as pessoas.

Mas não tenho certeza de que o amor seja a maior de todas as forças. Existe algo que sempre me instigou, por eu achar que pode ao menos rivalizar com o amor: a força de um IDEAL.

Alguns dirão que ter um ideal de vida e defendê-lo é também uma forma de amor; e não estarão completamente errados. Mas enquanto o amor muda as pessoas e muda algumas vidas, o ideal, no sentido em que penso nele, pode mudar o mundo todo, e de forma permanente.

Pode-se dizer que o amor pleno, absoluto, é ele próprio um ideal, sim; mas não é o único. Há outros: o ideal da igualdade, o ideal da liberdade, o ideal da paz, o ideal da justiça... quantos já não conhecemos que defenderam esses ideais, às vezes renunciando às suas próprias vidas, às vezes renunciando ao próprio amor, em nome de algo ainda maior...

Não tenho certezas, nem mesmo tenho respostas. Minha intenção, com esse curto texto, é apenas a de provocar reflexões. Afinal, o que motiva você? Qual é o seu propósito? Qual é o IDEAL pelo qual vale a pena você lutar, e continuar em frente?

E assim, mesmo sem chegar a nenhuma conclusão, termina aqui o que eu tinha para lhes dizer.


O Portal Multiplix não endossa, aprova ou reprova as opiniões e posições expressadas nas colunas. Os textos publicados são de exclusiva responsabilidade de seus autores independentes.