Uso excessivo da tecnologia pode gerar improdutividade e mais estresse no trabalho

Estudos apontam que cultura de troca de mensagens no cotidiano pode gerar diversas consequências como ansiedade e depressão

Por Redação Multiplix
25/02/19 - 15:50
Uso excessivo da tecnologia pode gerar improdutividade e mais estresse no trabalho Especialistas apontam que a obsessão tecnológica pode ser prejudicial à saúde | Foto: Banco de Imagem

Atualmente, a rotina de muitas pessoas, seja durante o trabalho ou fora dele, é estar sempre conectado à internet em um dispositivo eletrônico, várias vezes durante todo o dia. Segundo estudos, o uso excessivo da tecnologia pode nos tornar mais improdutivos no desempenho de nossas funções. Este fato mostra ser necessário realizar um detox diário em nosso dia a dia.

Segundo um estudo feito pela BDA Morneau Shepell, uma prestadora de serviços de saúde para empresas americanas, cerca de 30% das pessoas da nova geração, denominada millenials, sofrem com ansiedade. O mesmo estudo aponta que existem diversas consequências para este problema, sendo, a improdutividade no trabalho, a principal delas.

Já outras pesquisas indicam que obsessões tecnológicas podem ter efeitos negativos sobre nossa produção diária e a nossa saúde, pois as telas tensionam nossos olhos e a cultura de mensagens de trabalho pode nos deixar deprimidos e estressados.

Em 2012, um grupo de estudiosos americanos analisou o impacto do e-mail no ambiente de trabalho ao colocarem monitores em funcionários de uma empresa. Assim, eles concluíram que quem acessa o e-mail mais constantemente, alternando entre várias abas no computador, possui nível cardíaco mais alto e mais estresse.

A psicóloga friburguense Jéssica Torres, especialista em clínica psicanalítica, explica o que pode acontecer ao cérebro caso se use, de forma excessiva, os dispositivos tecnológicos.

“Para isso, é preciso pensar no cérebro como uma máquina. E saber que o excesso pode causar um congestionamento que pode trazer diversos e variados sintomas como ansiedade, estresse, depressão e ataques de pânico.”, afirma.

Não é necessário deixar de usar a tecnologia e, sim, utilizá-la como apenas mais uma tarefa, além de parar de executar várias tarefas ao mesmo tempo, poi,s segundo estudos, o cérebro precisa de tempo para recuperar o atraso e focar novamente a cada empreitada.