Município do Rio convive com 13 casos de suspeita de Sarampo

Um dos pacientes teve um resultado preliminar positivo após ter viajado para Petrópolis

Por Matheus Oliveira
06/07/18 - 10:34
Município do Rio convive com 13 casos de suspeita de Sarampo Seringa vacina sarampo. | Divulgação

O Rio de Janeiro convive com a suspeita de casos de sarampo na cidade. Ao todo, 17 casos foram considerados suspeitos na capital fluminense, com quatro deles sendo descartados pela Secretaria Municipal de Saúde. Os outros 13 diagnósticos aguardam confirmação, incluindo uma jovem que já teve um resultado preliminar positivo para a doença, mas que ainda aguarda confirmação da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

De acordo com informações da Superintendente de Vigilância em Saúde do Rio de Janeiro, Cristina Lemos, não há nenhuma confirmação de que o sarampo esteja circulando no estado. A paciente que teve o resultado preliminar positivo viajou para Petrópolis, na Região Serrana para um encontro com estudantes de outros estados. Os pesquisadores analisam se o contágio aconteceu na Serra do Rio.

“Ela pode ter tido contato com pessoas de outros estados onde a doença está ocorrendo, mas isso faz parte de um processo de investigação”, disse Cristina, em entrevista à Agência Brasil.

As outras pessoas com suspeita de sarampo são colegas de faculdade da jovem que manifestaram os sintomas da doença. Para a superintendente, não há motivo para a população ficar com medo, já que a doença está erradicada no estado há pelo menos 18 anos.

“Nós estamos tranquilos, mas em alerta, porque é uma possibilidade, por causa da situação de Manaus, de Roraima. Também já teve no Rio Grande do Sul. A Secretaria de Saúde está alerta e agindo na medida necessária. Como é uma doença importante, a gente precisa intervir de forma rápida mesmo diante de suspeita. A gente não espera confirmar para fazer medida preventiva”, acrescentou a superintendente.

Prevenção

No Brasil, a proteção contra o sarampo faz parte das vacinas tríplice viral e tetra viral, disponíveis conforme calendário de vacinação do Ministério da Saúde para crianças aos 12 e aos 15 meses. A cobertura vacinal contra a doença para crianças de 1 ano na cidade é de 107%, o que significa que foram vacinadas mais crianças que o público-alvo, conforme dados do Ministério da Saúde. 

Sintomas

Os sintomas do sarampo aparecem 14 dias após o contágio e depois de 3 dias surgem as manchas típicas da doença. Os principais sintomas são: febre acima de 38ºC, Dor de Garganta e tosse seca, Dor Muscular e cansaço excessivo, manchas vermelhas na pele que se espalham pelo corpo e não coçam, pontinhos brancos no interior da bochecha e vermelhidão nos olhos.