Polícia Militar de Nova Friburgo terá novo comandante a partir deste mês

O tenente-coronel Paulo Roberto das Neves Junior irá substituir Eduardo Vaz Castelano

Por Matheus Oliveira
11/01/19 - 17:11
Polícia Militar de Nova Friburgo terá novo comandante a partir deste mês Polícia Militar de Nova Friburgo terá novo comandante a partir deste mês | Foto: Reprodução/Portal Multiplix

O 11º Batalhão de Polícia Militar (Nova Friburgo) estará sob novo comando ainda neste mês. Isto porque o secretário estadual da PM, coronel Rogério Figueiredo, mudou o comandante de todos os batalhões do território fluminense. Em Nova Friburgo, o tenente-coronel Paulo Roberto das Neves Junior substituirá o atual líder da corporação Eduardo Vaz Castelano, que será remanejado para o norte do estado. Os atos que irão oficializar as mudanças devem ser publicados em breve.

Com experiência na PM, o coronel foi denunciado, em 2017, pelo Grupo de Atuação Especializada em Segurança Pública (Gaesp) do Ministério Público por quatro execuções de suspeitos durante operações realizadas em 2012, quando era então comandante do 9º BPM (Rocha Miranda). O MP chegou a pedir o afastamento do novo comandante da PM de Nova Friburgo.

De acordo com a denúncia, eles teriam executado as vítimas quando estes já estavam rendidos. Enquanto isso, os policiais afirmam que apenas atiraram em resposta ao ataque feito pelos suspeitos.

Nomeação

Vale lembrar que no dia 3 de janeiro, o governador Wilson Witzel empossou o secretário da Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro, coronel Rogério Figueredo de Lacerda, no Batalhão de Choque, na Cidade Nova. O militar substituiu o então comandante-geral da corporação, coronel Luis Claudio Laviano.

“Estamos devolvendo à PM a dignidade de ser uma estrutura de estado diretamente ligada ao governador, juntamente com o secretário da Polícia Civil, a Secretaria de Defesa Civil e o Comando Geral do Corpo de Bombeiros, além de outros que se somam ao Conselho de Segurança. A ideia é melhor dimensionar as políticas públicas na área de Segurança, integrando todas as instituições”, explicou o governador.

Para o secretário da Polícia Militar, coronel Rogério Figueredo, a nova secretaria ampliará as possibilidades de ações e trará mais autonomia à corporação. A primeira ação da pasta será aumentar o policiamento ostensivo nas vias expressas do Rio.

“Esta mudança nos oferece um protagonismo maior, tanto na formulação de políticas públicas de segurança quanto na condução dos rumos de nossa corporação. Somos responsáveis por gerir os recursos públicos destinados à recém-criada secretaria estadual. Caberá a nós a atribuição técnica e política de fazer gestões das mais diferentes esferas. Vamos combater o roubo de veículos, de rua e de carga. Esse é o nosso primeiro comprometimento com a sociedade fluminense”, ressaltou.