Maracanã luta para ser sede da final da Copa Libertadores de 2020

Com outros estados do Brasil na disputa, vencedor deve ser conhecido no dia 20 de setembro

Por Redação Multiplix
04/09/19 - 12:55
Maracanã luta para ser sede da final da Copa Libertadores de 2020 Palco da final de dois Mundiais, Maracanã pode receber também, a final da Libertadores | Foto: Divulgação/Governo do Estado

Uma final com a cara do Brasil no maior templo do futebol pentacampeão! Com esses atrativos, o Rio de Janeiro se candidatou para receber a final da Copa Libertadores da América de 2020. O principal torneio da América do Sul agora tem a final em um local pré-definido e pode ocorrer no Brasil no ano que vem. O anúncio do vencedor vai ocorrer no dia 20 de setembro. Em 2019, a final vai acontecer em Santiago, no Chile, no dia 23 de novembro.

A candidatura do Rio de Janeiro é referendada pelo Governo do Estado, pela Federação de Futebol do estado do Rio de Janeiro (Ferj) e pela Prefeitura do Rio de Janeiro. Em uma reunião realizada no fim de setembro com representantes da entidade sul-americana, a administração estadual se responsabilizou por apresentar todas as garantias previstas pelo caderno de encargos da instituição. O Maracanã foi o estádio escolhido pelo Estado para ser o palco da partida decisiva, que já teria data para ser realizada: dia 21 de novembro de 2020.

O governador Wilson Witzel (PSC) destaca o impacto positivo que a final vai trazer para a cidade e lembra de uma data especial: os 70 anos do Maracanã.

“O Rio de Janeiro precisa desses eventos porque é o que traz turismo, riqueza, emprego e oportunidade. Por isso, estou muito feliz de colocar o estado nessa disputa para sediar a final da Libertadores de 2020, quando o Maracanã vai comemorar 70 anos. A população fluminense é uma grande entusiasta do futebol e, sem dúvida, fará uma festa linda do Maracanã", diz.   

“Daremos todas as garantias que precisarem para a realização do evento. A política do governo é melhorar as condições do turismo e criar um calendário anual para eventos. Nos colocamos como viabilizador e facilitador”, disse o secretário da Casa Civil e Governança, José Luis Zamith. 

A Taça Libertadores tem um formato de disputa que dura quase todo o ano (entre fevereiro e novembro) e reúne os principais clubes da América do Sul, classificados através de torneios nacionais (Brasileiro e Copa do Brasil, por exemplo) e que buscam o principal título do continente. O campeão garante uma vaga no Mundial de Clubes, disputado em dezembro.

Concorrência  

Além do Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Distrito Federal também estão na disputa para sediar a decisão do principal torneio interclubes da América do Sul. Os estádios concorrentes são:

  • Maracanã
  • Morumbi
  • Beira-Rio
  • Mineirão
  • Mané Garrincha
  • Arena do Corinthians
  • Arena do Grêmio

As cidades de Lima, no Peru, e de La Plata e Córdoba, na Argentina, também são candidatas a sediar a partida decisiva da próxima edição da Libertadores.

Cada um dos candidatos recebeu um questionário abordando os mais diversos temas, como legado, mobilidade e acomodação. O prazo para entrega é até a próxima quinta-feira, dia 5 de setembro.

  As respostas serão analisadas pela comissão da Conmebol, que, posteriormente, fará a votação. Até lá, serão feitas quatro inspeções no estádio escolhido.