Com direito a grande virada do Flu, times cariocas vão bem na terceira rodada do Brasileiro

Times grandes do Rio de Janeiro conquistam duas vitórias e dois empates no principal torneio nacional

Por Matheus Oliveira
06/05/19 - 12:31
Com direito a grande virada do Flu, times cariocas vão bem na terceira rodada do Brasileiro Com dois gols de Yony González, o Fluminense mostrou sua força no Sul e virou sobre o Grêmio fora de casa | Foto: Lucas Merçon/Fluminense F.C.

Virada espetacular, segunda vitória consecutiva e nenhuma derrota. De forma positiva, os times do Rio de Janeiro encerraram a terceira rodada do Campeonato Brasileiro. Destaque para a vitória do Fluminense sobre o Grêmio por 5 a 4, em Porto Alegre, após chegar a estar perdendo por 3 a 0. O Botafogo venceu o Fortaleza. Já Vasco e Flamengo empataram em 1 x 1 com Corinthians e São Paulo, respectivamente.

Grêmio 4 x 5 Fluminense

O último clube carioca a entrar em campo merece o maior destaque da rodada pelo tamanho do triunfo. Após estar perdendo por 3 a 0, o Fluminense virou para cima do Grêmio e venceu o rival gaúcho por 5 a 4, na noite deste domingo, dia 5 de maio.

O duelo começou com o Grêmio indo para cima do Tricolor Carioca e fazendo valer o mando de campo. Em 21 minutos, o Imortal abriu 3 a 0: Alisson, Everton e Jean Pyerre marcaram e fizeram parecer que o confronto acabaria com goleada gaúcha no Sul.

Entretanto, provando o lema de seu hino “quem espera sempre alcança”, o Flu se lançou ao ataque e, mesmo sofrendo com os contra-ataques gremistas, descontou aos 38 minutos com Yony González. No lance seguinte, o goleiro do Grêmio, Júlio César, tentou sair jogando e acabou perdendo a bola para Luciano, que marcou e deixou o jogo em aberto.

Animado com a reação na reta final da primeira etapa, o Flu voltou pressionando o Grêmio e criou pelo menos três grandes chances, parando sempre no goleiro gremista. Porém, aos 9 minutos, Matheus Ferraz, de cabeça, igualou o placar. O Flu foi em busca da virada e o Grêmio passou a se lançar ao ataque. O jogo ficou equilibrado até que, aos 26, Pedro, de pênalti, virou o placar.

Em desvantagem, o Grêmio foi para cima do Flu e empatou com Kannemann. Em seguida, o Tricolor Gaúcho criou outras duas grandes chances com André e Luan. Entretanto, aos 46 do segundo tempo, Yoni González fez um belo gol e decretou o histórico triunfo tricolor. O time de Fernando Diniz ocupa agora a 13ª posição com 3 pontos ganhos.

Vasco 1 x 1 Corinthians

Vasco e Corinthians fizeram um jogo equilibrado na noite do último sábado, 4, na Arena da Amazônia. Precisando vencer, o Cruz-Maltino teve mais volume de jogo, mas não passou de um empate em 1 x1 com um Corinthians quase todo reserva.

O duelo começou com o Gigante da Colina pressionando o rival e, logo aos dois minutos, Luiz Gustavo quase abriu o placar. O Vasco teve outra grande oportunidade, em chute de Pikachu. Porém, o Corinthians passou a ficar mais com a bola e, quando chegou, foi letal: aos 16 minutos, Mateus Vital fez grande jogada pela esquerda e marcou um belo gol para abrir o placar.

O Cruz-Maltino saiu para o ataque explorando a velocidade de seu setor ofensivo mas não encontrava espaços. O Corinthians aproveitava os espaços para sair em contra-ataque e era mais perigoso. O Vasco aumentou a pressão e, aos 34, Luiz Gustavo quase empatou. Aos 38, Rossi foi derrubado na área, e com ajuda do VAR, o árbitro marcou pênalti. Maxi López bateu sem chances para Cássio e empatou.

Na segunda etapa, o Vasco chegou com perigo logo aos dois minutos com Rossi. Com mais posse de bola, a equipe carioca buscou a virada, enquanto o Corinthians finalizava mais, porém não ameaçava a meta do estreante Sidão.

O técnico Marcos Valdares apostou em Bruno César, Jairinho e Valdívia, enquanto o treinador corintiano Fábio Carrile lançou os titulares Pedrinho e Clayson, mas o placar seguiu inalterado até o fim. Com o resultado, o Vasco segue na última posição do Brasileiro, com apenas um ponto.

São Paulo 1 x 1 Flamengo

Com um time todo reserva e muitos jovens, o Flamengo chegou a abrir o placar, mas não resistiu à pressão do São Paulo e ficou no empate em 1x1 com o Tricolor Paulista, na tarde do último domingo, 5, no Morumbi.

O duelo começou com pressão do São Paulo, que criou duas boas chances nos cinco primeiros minutos de jogo com Tchê Tchê e Lizieiro. Porém, o Flamengo começou a sair para o jogo e na primeira boa oportunidade marcou: aos 8, Berrío tabelou com Hugo Moura e abriu o placar.

O time paulista saiu para o jogo e o Rubro-Negro aproveitando os espaços, criou oportunidades com Berrío, teve um gol de Matheus Dantas bem anulado e ameaçou em chute de Diego, que Tiago Volpi espalmou. Na reta final, a equipe mandante acelerou o jogo e teve boas oportunidades em finalizações de Everton e Tchê Tchê. No primeiro tempo, o jogo ficou marcado pelas lesões de Alexandre Pato e Berrío.

Na etapa complementar, Cuca colocou o time no ataque e o São Paulo começou a pressionar o Flamengo, principalmente, em finalizações de fora da área. O Rubro-Negro tentava valorizar a posse de bola e administrar a vantagem. Entretanto, aos 38, a pressão são-paulina fez efeito e Tchê Tchê aproveitou rebote de César, após cabeçada de Hernanes, e empatou. Com a igualdade, o Fla ficou na nona posição com quatro pontos ganhos.

Botafogo 1 x 0 Fortaleza

Como a sambista Beth Carvalho cantava, “esse é o Botafogo que eu gosto...”. Fazendo valer o mando de campo, o Alvinegro de General Severiano derrotou o Fortaleza por 1 a 0, na tarde do último domingo, 5, no Nilton Santos, alcançou sua segunda vitória consecutiva e está na zona de classificação para a Libertadores.

O Botafogo começou tentando encontrar espaços na defesa do Leão cearense, mas quem criou a primeira oportunidade foram os visitantes em cabeçada perigosa de Wellington Paulista, que carimbou a trave.

O Glorioso foi controlando a partida aos poucos, finalizando mais e oferecendo perigo à meta do rival nordestino. O Botafogo parou no goleiro Felipe Alves em duas oportunidades, ambas em finalizações do atacante Erik.

Na segunda etapa, o Fortaleza voltou pressionando e criou boas oportunidades com Wellington Paulista e Romarinho. Mas, assim como no primeiro tempo, o Glorioso melhorou, principalmente com as entradas de Marcinho e Alex Santana. E foi do segundo o gol que decretou o triunfo alvinegro: aos 24, Diego Souza cruzou para cabeçada de Erik e boa defesa de Felipe Alves. No rebote, porém, Alex Santana definiu o placar do jogo. Com o triunfo, o Glorioso chegou à sexta posição na tabela com seis pontos ganhos.