Educador e colunista do Multiplix, Hamilton Werneck, receberá prêmio nacional em Brasília

Escritor será agraciado com a “Medalha, Diploma e Comenda Homens de Honra” pela Academia Brasileira de Ciências, Artes, História e Literatura (Abrasci)

Por Matheus Oliveira
13/03/19 - 15:07
Educador e colunista do Multiplix, Hamilton Werneck, receberá prêmio nacional em Brasília Hamilton Werneck já publicou 27 livros sobre educação em sua carreira | Foto: Reprodução/Redes Sociais

Uma carreira dedicada à educação e a formação de profissionais levaram o professor Hamilton Werneck, nascido em Duas Barras e morador de Nova Friburgo, a ser indicado pela Academia Brasileira de Ciências, Artes, História e Literatura (Abrasci) para receber a “Medalha, Diploma e Comenda Homens de Honra”, em cerimônia a ser realizada no dia 24 de abril de 2019, às 19h, no auditório do Kubitschek Plaza Hotel, em Brasília.

A medalha foi criada em 2005 e visa homenagear entidades, autoridades e personalidades que tenham trabalhado o desenvolvimento sociocultural, artístico e histórico do Brasil.

O professor Hamilton Werneck cursou a Faculdade Medianeira na década de 60, fazendo pedagogia, orientação educacional e administração escolar. Formado, o profissional deu aula em diversas instituições conhecidas em Nova Friburgo como os colégios Anchieta, Instituto Pátria e Cultura, Mercês, Nossa Senhora das Dores, Cefel e Rui Barbosa. Também lecionou na Faculdade de Filosofia Santa Dorotéia e na Universidade Cândido Mendes.

Hamilton também trabalhou na PUC-MG e esteve no Conselho Estadual de Educação do Rio de Janeiro na década de 80 e por duas vezes no Conselho Municipal de Educação. Entre 1997 e 2000, foi secretário de educação de Nova Friburgo, na gestão do ex-prefeito Paulo Azevedo. Atualmente, é professor em unidades de ensino superior e pós-graduação, além de ser colunista do Portal Multiplix. Nesta entrevista ao portal, ele fala sobre sua carreira, a importância da honraria e avalia o atual momento da educação brasileira.

Portal Multiplix: Quando decidiu virar escritor? Quais livros já publicou?

A ideia de virar escritor surge em 1983 quando comecei a pensar que tinha uma quantidade razoável de experiências acumuladas e estas poderiam ser colocadas em livros. Antes disso, comecei a escrever uma coluna de educação em Nova Friburgo. Durante este tempo, saiu o primeiro livro, que foi “Ensinamos demais e aprendemos de menos”. Depois deste livro, surgiu o “Você finge que ensina, eu finjo que aprendo”, que é um best seller e já vendeu em torno de 75 mil exemplares. Além disso, publiquei “Como vencer na vida sendo professor”, “Educando com as ferramentas da simplicidade”, “Como ensinar bem, avaliar melhor”, “A indisciplina tem jeito, é uma questão de inteligência”. E o último livro, que acaba de ser lançado, “Desaprender, reaprender e desobedecer”.

São 27 livros publicados e que estão no mercado do Brasil. E como vencer na vida sendo professor já foi traduzido para o espanhol, no México. Escrever sobre tudo para passar adiante a experiência que tive com a educação e isso vem se mantendo até hoje.

Portal Multiplix: Quando entrou para Academia Friburguense de Letras?

Ingressei na Academia Friburguense de Letras em 9 de maio de 2008, ocupando a cadeira 6, do patrono Augusto dos Anjos, que é um autor de uma obra pequena, mas de transição e significância para a literatura brasileira. Ele nasceu na Paraíba e faleceu em uma cidade próxima à Leopoldina, em Minas Gerais.

Portal Multiplix: E como recebe essa honraria da Abrasci? Na sua opinião, o que motivou a Academia a lhe prestar esta homenagem?

O que, na minha concepção, motivou a Abrasci a me conceder a medalha “Luiz da Gama”, foi o conjunto da obra educacional que colecionei. Além dos 27 livros publicados, produzi nove DVDs educativos, os programas feitos em diversos portais, como o Multiplix e os jornais em que escrevi como o Jornal do Brasil, Jornal dos Sports e Folha de São Paulo. Escrevi ainda no O Dia e artigos que estiveram em publicações de Mato Grosso e Fortaleza. Eu também já participei de 2.300 conferências nos últimos 25, no Brasil. É por causa deste conjunto de trabalho feito na educação que recebo esta comenda.

Portal Multiplix: Como é representar Nova Friburgo nesta celebração?

É um momento significativo e simbólico, pois muitas pessoas de Nova Friburgo fazem jus a uma comenda deste porte, que é considerada a mais importante do Brasil nas áreas de Ciências, Letras e Artes. Ela faz contraponto à Academia Fluminense de Letras. É mais uma oportunidade de divulgar Nova Friburgo, como já faço naturalmente em todas as minhas palestras.

Portal Multiplix: O que representa esta homenagem para um pedagogo e a pedagogia em si?

A medalha, o diploma e a comenda representam um reconhecimento da Abrasci pelas atividades de pedagogo e professor, sendo aquele que ensina as primeiras letras, que conduz os alunos e procura, através da educação, ter uma contribuição efetiva com a melhoria do padrão de vida do brasileiro. É um reconhecimento do trabalho como docente e o valor da pedagogia.

Portal Multiplix: Como avalia a atual situação da educação no país? E que medidas podemos tomar para melhorar o quadro atual?

A educação brasileira, na minha visão, de quem passou por todos os estados brasileiros e percorreu mais 600 cidades do Brasil, é que a ela melhorou, assim como a educação técnica. O investimento aumentou, mas, agora, não podem ser cortados, eles devem ser incrementados. Temos que melhorar a educação sob o risco de não termos mais pessoas para poder aguentar o peso que se exigirá para que o Brasil saia do atoleiro em que está, sobretudo pela falta de conhecimento, de informação ou de profissionais capacitados. Temos quase todas as crianças na escola, mas elas não estão aprendendo. Isso significa que temos de mudar métodos e processos, melhorar a formação do professor, adequando-o a realidade atual. A maioria dos alunos são do século XXI e os professores do século XX. Por isso, meu último livro, dedicado ao portal Multiplix, fala sobre isso. Temos que desaprender processos que não funcionam mais e reaprender coisas novas, e desobedecer, pois, nos pedirão coisas que não tem mais sentido.