MENU

Portal Multiplix

Curta-metragem de diretor de Nova Friburgo ganha prêmio nacional

Romance poético filmado na Suíça e no Brasil, Entre Pontes está sendo exibido em festivais brasileiros e internacionais

Por Sara Schuabb
29/05/19 - 17:21
Curta-metragem de diretor de Nova Friburgo ganha prêmio nacional Os atores Delphine Buresi & Jean-François Broggio são o casal-protagonista do romance Entre Pontes, de Gabriel Almeida | Foto: Divulgação/Daniel Soares

Juliette e Angelo se encontram casualmente na bela cidade de Fribourg, na Suíça, onde, juntos, caminham em uma jornada de paixões e reflexões sobre a vida. Entre Les Ponts (Entre Pontes) é um romance poético, em francês, filmado na Suíça e finalizado no Brasil, produzido por Gabriel de Almeida, que é um realizador independente, de Santos Dumont, Minas Gerais, residente em Nova Friburgo há dez anos.

Gabriel conta que o filme foi rodado na Suíça, em decorrência da comemoração dos 200 anos de Nova Friburgo, e foi resultado de uma parceria entre a prefeitura da cidade, o consulado suíço no Rio de Janeiro e o Polo Audiovisual Serração, em Nova Friburgo. O curta-metragem tem 15 minutos e a produção envolveu a participação de 20 pessoas.

O filme foi selecionado no Festival International de Films de Fribourg (2018); Paris International Film Festival (2018); Festival Primeiro Plano (2018); Festival Internacional de Cinema Take Único (2019); 2° FestCine Internacional Pedra Azul (2019), no qual foi vencedor de melhor filme na Mostra Internacional de Curtas.

“Estou inscrevendo o filme em diversos festivais nacionais e internacionais e, com isso, vou levando o nome de Nova Friburgo para outras cidades e países. Também pretendo fazer novas exibições na cidade”, diz Gabriel.

Quanto à inspiração para a construção do roteiro do filme, o diretor explica que Entre Pontes foi inspirado no filme de Clint Eastwood, As Pontes de Madison, que, em sua opinião, é um dos romances mais belos que o cinema já fez; no filme “Asas do Desejo”, do cineasta alemão Win Wenders, que tem uma abordagem filosófica sobre os anseios da alma humana; e também na trilogia de filmes de Richard Linklater, a Trilogia Before, na qual o diretor registrou, em intervalos de nove anos, o relacionamento de um casal abordando o amor de forma poética e filosófica.

Quanto à sua história com a produção de cinema, Gabriel diz que sempre participou de muitos festivais, oficinas e workshops relacionados à direção e roteiro de cinema, mas que sua formação vem da cinefilia, que é o ato de ver filmes.

“Sempre estudei o cinema e aprendi muito assistindo aos filmes que eu gostava, tentando entender os mecanismos por trás daquela forma de arte. E essa prática vem desde pequeno, sempre assisti a filmes de vários gêneros e países, buscando inspiração nos diretores que mais gostava, principalmente no ano 2000, quando surgiu o DVD, os filmes vinham com making off detalhado, mostrando como a produção era feita. Então comecei a fazer com os amigos, colocando a mão na massa, inspirado nos filmes que a gente gostava, como os filmes do Quentin Tarantino e Darren Aronofsky”, diz.

Gabriel de Almeida também dirigiu o curta "Um de nós morre hoje”, de 2013, que é um faroeste participante de diversos festivais nacionais e internacionais, dentre eles o tradicional Almería Western Film Festival, na Espanha.