MENU

Portal Multiplix

Empresa de Nova Friburgo amplia estrutura de internet de hospital essencial para pesquisa sobre covid-19 no Brasil

Gigalink realizou a instalação de duas conexões por fibra óptica ligando o Hospital Universitário Clementino Fraga Filho (HU) ao Instituto Tércio Pacitti (NCE) e ao Centro de Ciências da Saúde (CCS), todos da UFRJ. O objetivo foi melhorar a transmissão de dados do HU oriundos de vários estudos relacionados ao covid-19 para melhor entender a doença

Por Matheus Oliveira
12/05/20 - 15:31 | Atualizada em 14/05/20 - 16:44
Empresa de Nova Friburgo amplia estrutura de internet de hospital essencial para pesquisa sobre covid-19 Internet de 1 GB por segundo vai tornar mais rápida a transmissão de informações sobre o covid-19 oriundas do Hospital Universitário Clementino Fraga Filho, da UFRJ, no Rio | Foto: Reprodução/Google

A tecnologia a serviço da luta contra o novo coronavírus. Assim pode ser definida a parceria entre a Gigalink, empresa de telecomunicações de Nova Friburgo, na Região Serrana do Rio, e a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), na capital do estado, para melhoria do acesso do HUCFF Internet, fornecendo a convectividade de redes adequada e necessária aos estudos e pesquisas aos estudos e pesquisas na maior universidade federal do país, mais especificamente as realizadas pela equipe do Hospital Universitário Clementino Fraga Filho (HUCFF).

A UFRJ possui uma força-tarefa, através do Grupo de Trabalho Multidisciplinar para Enfrentamento do Covid-19, instituída em fevereiro pela reitoria da universidade, subdividida em 25 frentes de atuação.

Entre essas frentes, está o funcionamento de 60 leitos de UTI e 100 de enfermaria para pacientes com o novo coronavírus, no hospital universitário.

Esses tratamentos também envolvem um trabalho de pesquisa para conhecer a evolução temporal da doença e prever caminhos e soluções que possam subsidiar políticas públicas a nível nacional.

E para ter acesso aos exames, acompanhar testes e colher dados que ajudem no enfrentamento da pandemia, a necessidade de uma tecnologia que ofereça velocidade e confiabilidade é fundamental.

De acordo com o professor Edmundo A. de Souza e Silva, integrante da pós-graduação do Programa de Engenharia de Sistemas e Computação (Coppe) e membro da força-tarefa da universidade, o hospital universitário necessitava de ligação de alta velocidade, devido à dificuldades com a conexão interna do hospital para atingir o canal da Rede Nacional de Ensino e Pesquisa, que conecta a UFRJ à internet, e com isso a instituições de pesquisa no Brasil e no exterior.

O HUCFF vinha tendo dificuldades com a sua conexão de redes para atingir o canal da Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP) que liga a UFRJ InternetO HUCFF vinha tendo dificuldades com a sua conexão de redes para atingir o canal da Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP) que liga a UFRJ Internet | Foto: Divulgação/HUCFF UFRJ

Assim, segundo Edmundo, surgiu a necessidade de aumentar a capacidade e a qualidade da conexão. Foi aí que o professor procurou a Gigalink para entender sobre a viabilidade de uma parceria.

“Fiz um primeiro contato com a Gigalink, que já é nossa parceira em um projeto internacional de pesquisa do Programa de Engenharia de Sistemas e Computação da Coppe/UFRJ. Depois, falei com o professor Guilherme Travassos, meu colega professor do Programa de Computação na Coppe/UFRJ e coordenador de grupos de trabalho em computação voltados aos esforços de combate à doença, e demos início ao projeto. Essa ação foi primordial, pois toda a área de pesquisa da universidade vem buscando respostas para combater o covid-19, e essas melhorias são fundamentais”, afirma.

A empresa de Nova Friburgo realizou a instalação da nova estrutura de internet, com cerca de 3,5 km de fibra óptica, ligando o hospital universitário ao Centro de Ciência da Saúde e ao Instituto Tércio Pacitti.

“Levamos sete colaboradores e realizamos a montagem de uma nova infraestrutura de fibra óptica. Eles possuíam um link de rádio para ligar o hospital a outros centros, com aproximadamente 300 MB por segundo. Colocamos uma tecnologia que ampliou a capacidade, com uma ligação independente do HU ao NCE a 1 GB por segundo e outra ligando o HU ao Centro de Ciências da Saúde, também a 1 GB por segundo”, declara Leandro Ivanova, coordenador operacional da Gigalink.

Equipe da Gigalink realizou a instalação do cabeamento de internet no último dia 5 de maioEquipe da Gigalink realizou a instalação do cabeamento de internet no último dia 5 de maio | Foto: Divulgação

Toda a operação foi acompanhada pelo funcionário da Prefeitura da Cidade Universitária, Jorge Alberto, sob a coordenação do prefeito da UFRJ, Marcos Benilson Gonçalves Maldonado.

A realização do trabalho ocorreu na terça-feira da semana passada, dia 5, e a internet já está em funcionamento.

“Este serviço é fundamental para o combate ao novo coronavírus. O hospital universitário não apenas recebe os pacientes, mas também colhe, transmite e recebe dados que auxiliam no entendimento de como a doença se comporta no organismo humano na busca por tratamento, e como a doença evolui no Rio de Janeiro”, comemora o professor da UFRJ.

Parceria empresas e universidades públicas

Para o professor Edmundo, esse tipo de parceria e envolvimento do setor privado, em contribuir, de alguma forma, com a produção de conhecimento científico e tecnológico nas universidades públicas brasileiras, é de extrema importância. Especialmente neste momento, em que os recursos são escassos, mas fundamentais para lidar com a crise de saúde.

Contudo, o professor ressalta que essas contribuições devem ser um adicional, um complemento, já que não substituem a necessidade de recursos públicos. “Não vejo a ajuda da iniciativa privada como alternativa porque o investimento governamental é muito importante para pesquisa em longo prazo”, diz.

“Nós, no Brasil, temos muito pouco investimento e cooperação com o setor privado. Nos Estados Unidos, por exemplo, as grandes universidades públicas possuem um enorme aporte do governo para pesquisas, mas também possuem uma soma significativa da iniciativa privada para ajudar nestas pesquisas”, ressalta Edmundo.

Ainda de acordo com o professor, iniciativas como a da parceria entre a UFRJ e a Gigalink mostram que é possível estabelecer essa cultura por aqui. “O investimento público é essencial, mas o engajamento privado vai criar outra mentalidade para nosso país e melhorar a qualidade de nossos estudos científicos”, finaliza.

Hospital Universitário

O Hospital Universitário Clementino Fraga Filho (HUCFF/UFRJ), referência no tratamento de diversas patologias de alta complexidade, além de realizar procedimentos inéditos e estudos pioneiros em parceria com entidades nacionais e internacionais, é um centro de excelência em ensino, pesquisa e extensão.

A unidade é um braço assistencial da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), além de ser vinculado ao Ministério da Educação e ao Sistema Único de Saúde (SUS) e atende, somente, a partir do encaminhamento realizado através da Central Estadual de Regulação.


É proibida a reprodução total ou parcial dos conteúdos do Portal Multiplix, por qualquer meio, salvo prévia autorização por escrito.
TV Multiplix
TV Multiplix Comunicado de manutenção TV Multiplix Comunicado de manutenção
A TV Multiplix conta com conteúdos exclusivos sobre o interior do estado do Rio de Janeiro. São filmes, séries, reportagens, programas e muito mais, para assistir quando e onde quiser.