Teresópolis registra 23 casos de febre chikungunya em 2019

População deve estar atenta, semanalmente, a repositórios de água parada

Por Redação Multiplix
13/05/19 - 13:31
Teresópolis registra 23 casos de febre chikungunya em 2019 Município está em situação de alerta e Secretaria de Saúde deve intensificar as ações de controle e prevenção dessas doenças | Foto: Reprodução/Portal Multiplix

Teresópolis, município da Região Serrana do Rio, registrou 23 casos de febre chikungunya no período de 1º de janeiro a 8 de maio de 2019. Apesar de 32 casos notificados de dengue e 7 de zika no mesmo período, nenhum desses foi confirmado, de acordo com a Secretaria de Saúde.

Segundo a municipalidade, Teresópolis está em situação de alerta, e a Pasta da Saúde passou a intensificar as ações de controle e prevenção dessas doenças, conforme o plano de enfrentamento elaborado pelas áreas técnicas competentes.

A investigação dos casos tem sido realizada por profissionais do serviço de assistência, apoiados pela vigilância epidemiológicas, com acompanhamentos nas unidades de saúde, e também têm sido realizadas ações em várias comunidades, destacando aquelas em que os casos se mostraram mais preocupantes, como foi o caso da Quinta Lebrão.

Medidas para combater o mosquito

O ciclo de vida do aedes aegypti, o mosquito transmissor de dengue, zika e chikungunya, é de aproximadamente 7 a 10 dias. Assim, a população deve estar atenta, checando, semanalmente, locais que sirvam de repositório de água parada nos quais o mosquito costuma colocar seus ovos. A eliminação dos criadouros, uma vez por semana, é capaz de interromper seu ciclo de vida e evitar o nascimento de novos mosquitos.