Lutando rumo às conquistas! Atleta friburguense se destaca no Muay Thai nacional

Jovem promessa, Guilherme Garcia vem colecionando títulos na modalidade

Por Matheus Oliveira
26/09/18 - 17:09
Lutando rumo às conquistas! Atleta friburguense se destaca no Muay Thai nacional Com estilo agressivo, Guilherme Garcia vem mostrando força e talento no Muay Thai brasileiro | Foto: Divulgação/Redes Sociais

Mantendo a tradição de revelar grandes atletas nas artes marciais, Nova Friburgo possui mais uma jovem promessa se destacando no cenário nacional, desta vez no Muay Thai. Este é Guilherme Garcia, de 23 anos, que luta há quatro anos e possui 14 vitórias e quatro derrotas, sendo três por nocaute.

O atleta possui no currículo títulos como um tricampeonato brasileiro pela Confederação Brasileira de Muay Thai Profissional (CBMTP), um título estadual, em 2018, pela mesma organização, campeão brasileiro pela CBMM, bicampeão carioca pela CBMTT – IFMA, campeão da Copa Centro-Oeste de Muay Thai, em Brasília, e vice-campeão brasileiro pelo Conselho Nacional de Muay Thai. Além disso, ele venceu a seletiva para o Mundial e participou do torneio em julho do ano passado, em Roma, na Itália.

Atleta do mestre Celso Martins, ele começou a treinar apenas para praticar uma atividade física.

“Comecei a treinar sem querer competir. Mas gostei tanto que três meses depois estava lutando e conquistando títulos pelo Muay Thai. A participação no Mundial da Itália, apesar da derrota na primeira luta, foi sensacional”, afirmou.

Ao avaliar seu estilo de luta, Guilherme afirmou que sempre busca o nocaute, mas muitas vezes começa os combates estudando o adversário.

“A gente sempre pensa em nocautear. Mas muitas vezes, em combates longos, de cinco rounds, estudamos o rival, começamos de maneira cautelosa, para depois cansar o adversário e tentar surpreendê-lo. Assim, mesmo que não venha o nocaute conseguimos pontuar e vencer os duelos”, explicou.

Neste mês, o lutador friburguense participou do torneio Warriors of Muay Thai, realizado na Vila da Penha, no Rio de Janeiro, e venceu Eduardo Ribeiro, ganhando o prêmio de melhor atleta da competição. Além disso, ele recebeu elogios do lutador do UFC, o carioca Jhonny Eduardo.

“Foi bom demais. Neste evento só lutaram atletas convidados e selecionados, então o nível foi muito alto. E receber elogios do Jhonny foi motivo de satisfação. Isso me motivou a continuar na minha trajetória”, contou.

Guilherme Garcia revelou ainda que não pensa em migrar para o MMA (Artes Marciais Mistas) por não ter tempo de treinar jiu-jitsu e o seu jogo de chão.

“Pretendo focar no Muay Thai e nas competições que ainda quero disputar. Em novembro, tenho quatro propostas de luta -uma de Minas Gerais, duas do Rio de Janeiro e outra de São Paulo-, mas ainda estamos definindo os valores da bolsa”, destacou.

“Na minha visão, é um orgulho representar Nova Friburgo. Os lutadores daqui são respeitados em todos os lugares. Temos espelhos como o Edson e Marlon Moraes, que se destacaram no UFC. Me espelhei no UFC, porém, hoje meu sonho é ir lutar na Tailândia, onde o esporte se originou”, concluiu.