MENU

Portal Multiplix

Preparado para o Enem? Confira dicas para se dar bem na redação

A redação é parte importante do Enem e, todo ano, alunos e professores ficam na expectativa em relação ao tema da prova

Por Luisa Machado
17/10/19 - 09:15
Preparado para o Enem? Confira dicas para se dar bem na redação A redação é uma das partes mais importantes do Enem e vale até 1.000 pontos | Foto: Reprodução/Agência Brasil

Jovens e adultos de todo o Brasil se preparam para a próxima edição do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), que acontece nos dias 3 e 4 de novembro. Cerca de 5 milhões de pessoas vão realizar o exame que, atualmente, é a maior porta de entrada para o ensino superior no Brasil.

A prova é dividida em cinco áreas de conhecimento, sendo elas ciências da natureza, ciências humanas, linguagens e códigos, matemática e redação. A nota de redação é calculada separadamente das outras, uma vez que é a única categoria capaz de avaliar o desempenho de cada aluno em particular.

Os temas das redações da prova, desde a primeira edição do Enem, em 1998, envolvem assuntos de interesse coletivo. Por isso, professores e alunos, com a intenção de se anteciparem para a preparação e produção do texto, buscam estar atentos nas principais discussões da atualidade.

A professora de literatura e redação, Déborah Simões, comenta que, nos últimos anos, eixos interessantes foram abordados pela prova. “Discussões como a Lei Seca, a inclusão educacional dos surdos, a manipulação do comportamento do usuário na internet e violência contra a mulher demonstram a diversidade e a atualidade dos temas”, afirma.

Para a professora, diante da última eleição, com forte base militarista, religiosa e defensora do liberalismo econômico, é possível que alguns assuntos dessas áreas tomem protagonismo.

Déborah ainda sugere alguns temas que podem ser tema da redação. Confira:

  • Poluição urbana;

  • Prática da solidariedade;

  • Preconceito linguístico;

  • Desafios da adoção;

  • Segurança pública (incluindo a autotutela e o armamento civil);

  • Patriotismo e civismo;

  • Depressão e/ou suicídio;

  • Educação financeira;

  • Direitos da pessoa idosa;

  • Limites do uso de tecnologias pelas crianças;

  • O sistema prisional;

  • Inclusão da população autista.

Contudo, Déborah ressalta que se a intenção é alcançar a tão esperada nota 1.000, é preciso mais do que estar por dentro dos assuntos da atualidade. É necessário que o candidato exercite a escrita e entenda os critérios de correção da prova.

“Como professora de redação, costumo afirmar que não devemos focar em adivinhar temas. Nossos alunos devem estar seguros para escrever sobre qualquer situação que permeia a sociedade na qual estão inseridos”, afirma.

Cartilha do participante

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pela elaboração das provas e também do tema da redação do Enem, divulgou no site oficial do órgão uma cartilha do participante, com o objetivo de apresentar dicas para que os candidatos possam produzir uma boa redação.

O presidente do Inep, Alexandre Lopes, reforça a importância de um bom preparo para o teste.

“Esta cartilha apresenta dicas importantes para produzir uma boa redação no dia do exame. Além disso, traz exemplos de redações do Enem 2018 que obtiveram nota máxima. Tudo isso para que você possa ver na prática como essas orientações devem ser utilizadas. Sabemos que este momento é muito importante para quem irá concorrer a vagas nas principais instituições de ensino superior do Brasil, públicas ou privadas, por isso queremos ajudá-lo a ter um bom desempenho”, finaliza o presidente do Inep.