MENU

Portal Multiplix

Nova Friburgo: Sepe anuncia nova paralisação para o dia 5 de novembro

De acordo com anúncio feito pela categoria, prefeitura do município ainda não cumpriu diversas partes de um acordo feito para encerrar a última greve, em setembro

Por Luisa Machado
30/10/19 - 13:06
Nova Friburgo: Sepe anuncia nova paralisação para o dia 5 de novembro Relação entre prefeitura e servidores da educação segue conturbada | Foto: Arquivo/Amanda Tinoco

Mais um fato envolvendo a Prefeitura de Nova Friburgo, na Região Serrana do Rio, e o Sindicato Estadual dos Profissionais da Educação (Sepe). Dessa vez, o sindicato anunciou paralisação de 24h na próxima terça-feira, 5 de novembro, pelo não cumprimento, por parte do executivo, do combinado com a categoria. A informação foi publicada por meio de um comunicado na página do Sepe no Facebook.

De acordo com o sindicato, a prefeitura não cumpriu o acordo estabelecido com o Tribunal Regional do Trabalho (TRT) para encerramento de uma ação, movida pelo executivo contra o sindicato, que alega abusividade na greve do setor, que aconteceu entre 8 de agosto e 4 de setembro deste ano.

Outro complicador na relação entre a categoria e a prefeitura é a reposição das aulas que não foram dadas durante o período de paralisação. A Secretaria Municipal de Educação organizou um calendário a ser executado pelas escolas, mas, em comunicado oficial, o Sepe diz que só seguirá a reposição após decisão coletiva dos profissionais.

“A assembleia decidiu manter o entendimento de que as possíveis negociações sobre reposição só ocorrerão mediante decisão coletiva da categoria, quando houver avanços nas reivindicações dos profissionais de educação, de forma que se garantam condições dignas de trabalho e educação para os servidores e para a sociedade friburguense”, diz trecho do comunicado.

O que diz a prefeitura

O Portal Multiplix entrou em contato com a prefeitura, que, por meio de nota, informou que não vai se pronunciar sobre a situação dos servidores municipais da educação até ser comunicada oficialmente sobre a suspensão das atividades, pela categoria.

A greve dos servidores da educação

O período de suspensão das atividades dos servidores municipais da educação aconteceu entre o dia 8 de agosto e 4 de setembro de 2019. Na greve, a categoria reivindicava, entre outras questões, melhorias nos planos de carreira dos profissionais da área, aumento salarial de 25%, reajuste retroativo para os funcionários de apoio e a regularização da jornada de trabalho do setor.