MENU

Portal Multiplix

Fale Conosco

(22) 3512-2020

Anuncie

Contato comercial

Trabalhe conosco

Vagas disponíveis

Inflação oficial sofre desaceleração em relação a junho

IPCA foi divulgado nesta quarta-feira, 8 de agosto, e aponta fim dos efeitos da greve dos caminhoneiros na economia nacional

Por Redação Multiplix
08/08/18 - 13:54
Inflação oficial sofre desaceleração em relação a junho Setor de Transporte causou grande impacto nos resultados da inflação de julho. | Foto: Amanda Tinoco / Arquivo

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou na manhã desta quarta-feira, dia 8 de agosto, o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), considerada a inflação oficial do País para julho, que desacelerou quase um ponto percentual em relação a junho (1,26%), ficando em alta de 0,33%. A inflação de junho teve alta em razão da Greve dos caminhoneiros no fim de maio.

 O acumulado no ano ficou em 2,94%, acima do 1,43% registrado em igual período do ano passado. O acumulado nos últimos 12 meses ficou em 4,48%, acima dos 4,39% dos 12 meses imediatamente anteriores. Em julho de 2017, a taxa atingiu 0,24%.

Segundo a Agência Reuters, a expectativa dos especialistas era que o índice ficasse na casa de 0,27%. Os grupos Habitação (1,54%) e Transportes (0,49%) desaceleraram de junho para julho, mas foram os que mais contribuíram na composição do índice e tiveram as maiores variações entre os grupos de produtos e serviços pesquisados. Já Vestuário (-0,60%), Alimentação e bebidas (-0,12%) e Educação (-0,08%) tiveram deflação.

Na Habitação, o item Energia Elétrica teve o maior impacto no índice de julho, mesmo ficando abaixo dos resultados de junho. Além da continuidade da vigência da bandeira tarifária vermelha patamar 2, com a cobrança adicional de R$0,05 por kwh consumido, algumas das áreas, como Porto Alegre, Brasília, Curitiba e São Paulo, tiveram reajustes.

O grupo dos Transportes (0,49%) também teve desaceleração de junho para julho, em decorrência da queda nos preços dos combustíveis (-1,80%). Em julho, houve deflação nos preços da gasolina (-1,01%) e do etanol (-5,48%), que haviam subido, respectivamente, 5,00% e 4,22% em junho.

O valor das tarifas de ônibus urbano subiu 1,46%, refletindo os reajustes de 9,72% na passagem no Rio de Janeiro (7,34%), em vigor desde 21 de junho, e o de 14,28% em Rio Branco (6,57%), a partir de 14 de julho. Já o item ônibus intermunicipal subiu 0,38%, em média, com os reajustes de 8,94, desde 17 de junho, em Porto Alegre(3,56%), de 4,50%, a partir de 18 de junho, em São Paulo (0,32%) e de até 4,93%, desde 7 de julho, em Goiânia (3,09%).O item ônibus interestadual subiu 8,70%, devido ao reajuste médio de 10,14% nas passagens, em vigor desde 2 de julho. As altas ficaram entre 0,89% em São Luís e 19,22% em Fortaleza. As passagens aéreas subiram 44,51%, após a queda de 2,05% de junho.

Em Saúde e cuidados pessoais (0,07%) a desaceleração veio por conta do item plano de saúde (0,30%) que reflete a apropriação da fração mensal do reajuste de 10,00% autorizado, em 27 de junho, pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) com vigência retroativa a maio, a ser aplicado nos planos individuais novos – aqueles com contratos vigentes a partir de 1989. O resultado é a fração mensal do reajuste, descontando a variação apropriada nos meses de maio e junho.

No Rio de Janeiro, o IPCA teve índice de 0,59% em julho, com um acumulado de 3,69% nos sete primeiros meses do ano e 4,78% nos últimos 12 meses.

Segundo o economista Elson Teles, do Itaú Unibanco, a previsão do IPCA de agosto será variação de 0,03%, com a taxa em 12 meses recuando para 4,32%. As maiores contribuições de alta no mês virão dos grupos habitação e saúde, de acordo com o especialista.


É proibida a reprodução total ou parcial dos conteúdos do Portal Multiplix, por qualquer meio, salvo prévia autorização por escrito.
TV Multiplix
TV Multiplix Comunicado de manutenção TV Multiplix Comunicado de manutenção
A TV Multiplix conta com conteúdos exclusivos sobre o interior do estado do Rio de Janeiro. São filmes, séries, reportagens, programas e muito mais, para assistir quando e onde quiser.