MENU

Portal Multiplix

Católicos da Região Serrana celebram o dia de Nossa Senhora Aparecida

Cantagalo possui uma das maiores imagens da padroeira do Brasil. Em Nova Friburgo, celebração contará com Cenáculo com Maria

Por Matheus Oliveira
12/10/18 - 11:42
Católicos da Região Serrana celebram o dia de Nossa Senhora Aparecida Celebrações em homenagem a padroeira do Brasil serão realizadas na Região Serrana. | Foto: Divulgação/Santuário de Aparecida

O dia 12 de outubro, além do Dia das Crianças, é marcado pela festa da Padroeira do Brasil: Nossa Senhora Aparecida. Em um dia de adoração, as cidades da Região Serrana contarão com programação variada e uma grande imagem da santa.

Cantagalo

A cidade de Cantagalo, na Região Serrana do Rio de Janeiro, possui uma peculiaridade em relação a santa: uma imagem de 3,5 metros de altura, projetada pelo morador local João Stadlinger. A peça é uma das maiores do Brasil.

A imagem de Nossa Senhora Aparecida foi construída há 50 anos e fica situada no santuário da Rua Doutor Joaquim Se Souza Carvalho Junior, no bairro Planalto. De acordo com João Stadlinger, a peça foi criada como forma de homenagear a esposa, Eurídes Stadlinger e celebrar a devoção do casal por Nossa Senhora. O santuário é administrado por um grupo, que decidiu cuidar do espaço a partir de 2011.

Cenáculo com Maria

Em Nova Friburgo, o dia de Nossa Senhora Aparecida é celebrado através do XXI Cenáculo com Maria, organizado pela Renovação Carismática Católica. O evento surgiu após tramitarem, na Câmara dos Deputados, projetos que visavam extinguir alguns dos feriados religiosos. Com isso, o movimento da renovação se mobilizou e realizou uma grande campanha de oração, pedindo as entidades católicas que promovessem cenáculos em homenagem a Nossa Senhora Aparecida. O evento acontece no ginásio Santa Paula Frassinetti, no Colégio Nossa Senhora das Dores.

A palavra cenáculo significa o local, onde de acordo com os cristãos, foi celebrada a Última Ceia. Atualmente, o Cenáculo se encontra no andar superior de um edifício no Monte Sião, em Jerusalém, o edifício está agora na Igreja da Dormição, atrás da casa franciscana. O atual quarto tem um estilo gótico particular do século XIV.

A programação inclui momentos de louvor, pregações, oração do Santo Terço, adoração, procissão e Santa Missa presidida pelo Bispo Diocesano, Dom Edney Gouvêa Mattoso.

Conforme as edições anteriores, são aguardados mais de mil participantes para a 21ª edição do evento, que acontecerá no Ginásio Santa Paula Frassinetti, no Centro de Nova Friburgo.  A entrada é gratuita.

Confira abaixo a programação da parte da tarde:

12h20 - Almoço

13h20- Retorno

13h 30 - Animação

14h- Pregação e testemunho: "Com Maria, ser Sal da Terra e Luz do Mundo", com a cantora católica Zezé Luz e o Movimento Pró-Vida da Diocese de Nova Friburgo

15h- Terço da Misericórdia

15h30 – Apresentação de Dança

16h - Anúncio Vocacional/ Intervalo

17h- Procissão

18h- Santa Missa

20h- Término com Sorteio da Rifa  

Macuco

Em Macuco, a programação do dia conta com recitação de terço, procissão com motociclistas em homenagem a Nossa Senhora Aparecida pelas ruas da cidade, procissão saindo da Igreja Matriz em direção ao bairro Santos Reis, seguida de Santa Missa Campal e show de prêmios. No próximo domingo, dia 14 de outubro, ocorrerá Santa Missa às 10h e almoço a partir das 11h30.

Nossa Senhora Aparecida

A devoção à Nossa Senhora Aparecida, surgiu no século XVIII, quando o povo de Guaratinguetá decidiu fazer uma festa em homenagem à presença de Dom Pedro de Almeida (conde de Assumar e governante da capitania de São Paulo e Minas de Ouro) apesar de não ser temporada de pesca, os pescadores lançaram seus barcos no Rio Paraíba com a intenção de oferecerem peixes ao conde. Os pescadores Domingos Garcia, João Alves e Filipe Pedroso rezaram para a Virgem Maria e pediram a ajuda de Deus.

Depois de inúmeras tentativas sem sucesso chegaram ao Porto Itaguaçu, e quando estavam para desistir, jogaram a rede novamente e ao invés de peixes, apanhou o corpo de uma imagem da Virgem Maria, sem a cabeça. Ao lançar a rede novamente, apanhou a cabeça da imagem, que foi envolvida em um lenço. Em seguida, os três pescadores apanharam tantos peixes que se viram forçados a retornar ao porto, uma vez que o volume da pesca ameaçava afundar as embarcações.