Vai congelar! Próximos dias podem ter recorde de frio em Friburgo e Teresópolis

Municípios da Região Serrana do Rio devem ter mínimas sucessivas abaixo dos 10ºC a partir desta sexta

Por Matheus Oliveira
04/07/19 - 11:31 | Atualizada em 05/07/19 - 13:08
Vai congelar! Próximos dias podem ter recorde de frio em Friburgo e Teresópolis O aumento de nuvens e a queda de temperatura serão a tônica dos próximos dias na serra fluminense | Foto: Acervo/João Luccas Oliveira

“Um dia frio, um bom lugar para ler um livro...” O início da música interpretada pelo cantor Djavan não vem traduzindo a tônica deste começo de inverno na Região Serrana do Rio. A estação, segundo os institutos de meteorologia, está mais quente que a média devido à influência do fenômeno El Niño. Mas tal situação está prestes a mudar. Uma frente fria descola-se pelo Brasil e chega ao estado do Rio de Janeiro na noite desta quinta-feira, dia 4 de julho. A mudança no tempo deve derrubar as temperaturas nos próximos dias.

A frente fria é acompanhada por uma massa de ar polar. De acordo com aviso divulgado pelo Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), essa massa atingiu o Sul na última quarta, 3, e vai avançar pela Região Serrana do Rio a partir de sexta-feira.

O Climatempo também alertou para “uma grande e forte onda de frio que passará pelo Brasil, no período de 1 a 8 de julho de 2019”. O instituto prevê temperaturas extremamente baixas, entre 0°C e 5°C, em muitas áreas do Sudeste, incluindo a serra fluminense.

De acordo com a meteorologista do Inmet, Marlene Leal, a massa de ar frio deixará o tempo instável com aumento da nebulosidade e possibilidade de chuva fraca, podendo ter recorde de menor temperatura do ano na serra do Rio.

Esta massa de ar frio vai fazer as temperaturas despencarem na Região Serrana e em todo o território fluminense. Vamos ter aumento de nuvens e a possibilidade de chuvas até sábado. E na madrugada de sexta para sábado, a temperatura deve marcar mínima de 6ºC. Nos dias seguintes, podemos até superar a menor temperatura do ano registrada na Região Serrana até então.

Vale lembrar que em Nova Friburgo, de acordo com a estação meteorológica do Inmet em Salinas, zona rural do município, a menor temperatura registrada foi de 5°C, na madrugada do dia 8 de junho.

NOTÍCIAS RELACIONADAS:

Nova Friburgo pode ter geada nos próximos dias


A meteorologista explica ainda a diferença entre frente fria e massa de ar polar e os seus efeitos.

“A frente fria se descola e causa o mau tempo com chuva e muitas nuvens. Já a massa de ar frio ou ar polar, traz umidade pela manhã e ar seco. Desta forma, podemos ter céu limpo, mas com ventos frios”, declara. Dessa forma, as temperaturas máximas também não devem subir muito na Região Serrana e ficarão na faixa dos 13ºC, pelo menos até domingo.

Por fim, Marlene reforça que o inverno vem apresentando, em média, temperaturas um pouco acima da média e que a expectativa até o fim da estação é de que as temperaturas estejam até 1,5°C acima do esperado. Sendo assim, quem curte um bom frio deve aproveitar o momento!

Acesso ao Pico da Caledônia, em Nova Friburgo, durante dia frio. Local deve ter recorde de temperatura baixaAcesso ao Pico da Caledônia, em Nova Friburgo, durante dia frio. Local deve ter recorde de temperatura baixa | Foto: Acervo/João Luccas Oliveira