MENU

Portal Multiplix

Dia Nacional das Apaes: instituição de Teresópolis atende a mais de 100 famílias

A unidade teresopolitana oferece atendimento a deficientes múltiplos e intelectuais, além de prestar assistência direta às famílias

Por Luisa Machado
11/12/19 - 11:58
Dia Nacional das Apaes: instituição de Teresópolis atende a mais de 100 famílias Apae de Teresópolis atende cerca de 100 famílias na escola especial | Foto: Reprodução/Redes Sociais

Você sabe o que é uma Apae? As Associações de Pais e Amigos dos Excepcionais são instituições sem fins lucrativos presentes em mais de duas mil cidades brasileiras que prestam assistência a pessoas com deficiências intelectuais e múltiplas.

Neste dia 11 de dezembro é comemorado o Dia Nacional das Apaes, com o objetivo de dar visibilidade a essas instituições especializadas no cuidado com o próximo. A data faz referência a inauguração da primeira Apae do Brasil, no Rio de Janeiro, em dezembro de 1954.

Em Teresópolis, na Região Serrana do Rio, a Apae funciona desde 30 de novembro de 1972 e, atualmente, só na escola especializada, atende 100 pessoas com diferentes tipos de deficiências.

Paulo Marques da Cunha é pai do Marcos Felipe, diagnosticado com autismo aos 3 anos de idade. O rapaz, atualmente com 37 anos, recebe atendimento na Apae de Teresópolis, e o pai conta a importância de ter buscado o atendimento na instituição.

“Naquela época, há 30 e poucos anos, foi um diagnóstico difícil para ser fechado pela falta de informações sobre o autismo. Desde o início buscamos formas de oferecer o melhor tratamento para ele e, da escola regular, onde ele também recebia um atendimento especial, resolvemos buscar a Apae”, conta.

A Apae Teresópolis oferece atendimentos às pessoas com deficiências intelectuais, como a síndrome de down, microcefalia, má formação congênita, autismo, pacientes de paralisia cerebral, entre outros.

São oferecidos serviços de apoio pedagógico, fonoaudiologia, fisioterapia, psicologia e informática. Além disso, também são realizadas consultas clínicas para famílias que não recebem o atendimento de forma acompanhada, como os alunos da instituição.

Paulo ressalta que a influência dos aprendizados oferecidos pela Apae fez total diferença no desenvolvimento de Marcos Felipe.

“La ele faz atividades educativas, exercícios, e recebe o estímulo ideal. A Apae oferece ao meu filho um tratamento mais específico e voltado para as necessidades dele, então, com certeza foi peça-chave no tratamento dele”, finaliza.