Sérgio Louback: “quero ser uma voz permanente representando o interior na Alerj”

Parlamentar de Nova Friburgo toma posse nesta terça-feira, 26, como deputado estadual

Por Sara Schuabb
26/03/19 - 14:14
Sérgio Louback: “quero ser uma voz permanente representando o interior na Alerj” Sérgio Louback toma posse como deputado estadual nesta terça, 26 | Foto: Wiliam Maia

O vereador friburguense do Partido Social Cristão (PSC), Sérgio Louback, toma posse nesta terça-feira, 26 de março, às 14h, na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj). Sérgio Louback está substituindo o deputado estadual Chiquinho da Mangueira (PSC), que cumpre prisão domiciliar após ser preso durante a operação Furna da Onça, da Polícia Federal.

De acordo com nota da Alerj, a convocação dos suplentes dos deputados foi publicada no Diário Oficial do Legislativo na segunda-feira, 25 de março, para que tomem posse nesta terça e iniciem suas atividades parlamentares.

Foram chamados os suplentes Carlo Caiado (DEM), Sérgio Fernandes (PDT), Capitão Nelson (Avante), Coronel Jairo (SDD) e Sergio Louback (PSC) nas vagas dos deputados eleitos André Corrêa (DEM), Luiz Martins (PDT), Marcus Abraão (Avante), Marcus Vinícius Neskau (PTB) e Chiquinho da Mangueira (PSC), respectivamente.

A medida é necessária para assegurar o cumprimento da Constituição Federal, que fixa a quantidade de 70 deputados para pleno funcionamento da casa legislativa.

Em entrevista ao Portal Multiplix, Sérgio Louback fala sobre suas propostas em seu mandado como deputado estadual, representando Nova Friburgo e o interior na Alerj.

Portal Multiplix: como você avalia a imagem da Alerj, após a casa ter empossado cinco deputados presos?

Em relação à posse dos cinco deputados presos, na verdade, o próprio Tribunal de Justiça, o Tribunal Regional Federal (TRF) determinou que a casa se posicionasse por causa de interferência de poder. Isso é uma prerrogativa da mesa diretora. Eles acharam melhor conceder essa posse e o afastamento porque eles ficam sem gabinete, sem assessoria e sem receber o salário.

Na minha maneira de pensar não deveriam ter dado posse porque, se eu fizer um concurso público e na data da posse eu estiver preso, eu não vou poder assumir. Deveriam resolver a vida deles na justiça e depois se candidatar. Mas esse mérito não é do deputado, é da mesa diretora legislativa.

Portal Multiplix: quais são seus planos para deputado estadual? E quais serão as pautas prioritárias a serem defendidas na Alerj?

Vou continuar na minha linha de conduta do mandato de vereador. Vou fazer da mesma forma mas com amplitude maior enquanto deputado estadual. Vou fazer um mandato propositivo, não adianta ficar jogando para torcida, criticando sem levar soluções aos problemas. Minha forma de atuar na política é descobrir o problema, saber quem há solução e fazer a intermediação. Quero aproximar Nova Friburgo, principalmente, e todo nosso entorno, do governo estadual. Esse é o papel do deputado e vou aproveitar meu relacionamento com o governador Wilson Witzel para trazer secretários do estado, de modo que possam conhecer a nossa realidade. A princípio é o que penso fazer.

Portal Multiplix: quais são as expectativas e os desafios para seu mandato?

Vou trabalhar em pautas bastante polêmicas, mas que entendo de extrema importância, como a da acessibilidade das pessoas que têm dificuldade. Por exemplo, em Nova Friburgo não tem um carro adaptado para quem tem dificuldade de locomoção para que possa tirar carteira de motorista. Vou trabalhar muito pela inclusão, buscando favorecer o povo mais carente e mais sofrido para trazer os projetos do governo para que essas pessoas tenham aceso.

Há muitos anos a gente tem a sensação de que o Governo do Estado não se faz presente. Então quero mudar essa triste realidade. Ajudar também os nossos agricultores. As nossas estradas vicinais estão todas destruídas, as nossas RJs estão cheias de buracos, com mato invadindo, trazendo perigo aos transeuntes e aos motoristas.

Também vou trabalhar forte no Turismo. Acredito no Turismo como maior fonte de riqueza do mundo. O governador tem uma fala que eu corroboro com ele. “O nosso petróleo é o Turismo. O novo petróleo do Rio de Janeiro é o Turismo”.

Portal Multiplix: que tipo de recursos você pretende articular para a Região Serrana?

Em relação às articulações para a Região Serrana, é aproximar o prefeito do governador, é trazer os secretários de estado para estarem presentes nas cidades, ajudar na promoção de eventos, mostrar tudo aquilo que o nosso interior tem de potencial. Em regra, os governos se preocupam muito com o Rio de Janeiro, a Capital, com o Grande Rio e Niterói, e o interior tem ficado muito em segundo plano, e eu quero reverter essa condição, quero ser uma voz permanente, representando o interior na Alerj.