Nova análise de água aponta que maioria das fontes de Teresópolis está própria para o consumo

As fontes João Raposo, na Tijuca, e a Taumaturgo estão impróprias

Por Redação Multiplix
20/12/18 - 17:08
Nova análise de água aponta que maioria das fontes de Teresópolis está própria para o consumo A Fonte Judith, localizada no Alto, continua própria para consumo | Foto: Amanda Tinoco/Arquivo

A Secretaria Municipal de Saúde de Teresópolis, divulgou na última terça-feira, 18 de dezembro, nova análise das 12 fontes de água da cidade, em que aponta como impróprias para consumo: a João Raposo, na Tijuca, e a de Taumaturgo. As amostras de água foram coletadas e analisadas pelo Laboratório Bacteriológico de Análise de Água para Consumo Humano, da respectiva secretaria.

Consideradas apropriadas para o consumo as águas das fontes da Saúde, na Tijuca; Perpétuo (Rua Zenóbio da Costa, nº 148); Sete Tanques, no Rosário; Judith, no Alto; Fonte Amélia, no Alto; Fonte Bhrama, na Várzea; Granja Guarani; Santa Ângela e Alexandre Fleming, no Alto do Paraíso. A Fonte São Sebastião está sem água.

Em relação às fontes próprias para consumo, a secretaria orienta os consumidores a sempre ferver, filtrar e clorar a água antes de ser consumida, devido às variações de potabilidade que as águas podem sofrer em decorrência das alterações climáticas no entorno das fontes.

Cuidados com a água

Após a filtragem, devem ser adicionadas duas gotas de hipoclorito de sódio a 2,5% (água sanitária) para cada litro de água. Depois, espera-se por 30 minutos antes de utilizar. O procedimento atende a Portaria 2.914/2011, do Ministério da Saúde, que dispõe sobre o controle e a vigilância da qualidade da água para consumo humano e seu padrão de potabilidade.