Criação de emprego diminui no Brasil em outubro e resultado atinge a Região Serrana

Em Nova Friburgo e Teresópolis, ocorreram diminuição no número de vagas em comparação a setembro

Por Matheus Oliveira
22/11/18 - 14:53
Criação de emprego diminui no Brasil em outubro e resultado atinge a Região Serrana Vagas de emprego apresentaram desaceleração no mês de outubro de acordo com o Caged. | Foto: Reprodução/Redes Sociais

Segundo dados divulgados pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), a criação de empregos com carteira assinada desacelerou em todo o Brasil, em comparação com o mesmo mês no ano passado. Foram criados 57.733 postos formais de trabalho, número 24,6% inferior às 76.599 vagas abertas no mesmo mês do ano passado. Já nas cidades de Nova Friburgo e Teresópolis, em comparação com o mês de setembro deste ano, também ocorreram diminuições no número de novos postos de trabalho.

Nova Friburgo

Em Nova Friburgo, no décimo mês do ano, foram criadas 1.528 vagas de emprego, enquanto 1.487 profissionais foram dispensados. Em setembro, a cidade registrou um saldo positivo de 144 vagas de emprego.

De janeiro a outubro deste ano, foram abertos em território friburguense, 14.473 novos empregos e fechados 13.836 postos de trabalho, com um saldo positivo de 637 empregos no total. Nos últimos 12 meses, foram contratados 16.587 trabalhadores no município, enquanto outros 16.403 foram dispensados, totalizando um saldo de 187 novos empregos.

Teresópolis

Já em Teresópolis, em outubro, foram criados 1.072 postos de trabalho e 922 vagas fechadas, com um saldo positivo de 150 novos empregos. No mês de setembro, Teresópolis teve um saldo de 227 novas vagas de emprego criadas.

Durante os dez primeiros meses do ano, surgiram 11.319 empregos nas empresas teresopolitanas e 9.817 profissionais foram demitidos, resultando em um saldo de 1.502 novos postos de trabalho.

Por sua vez, nos últimos 12 meses, o município de Teresópolis admitiu 13.369 profissionais e 11.899 foram demitidos, gerando um resultado de 1.470 novos postos de emprego criados na cidade serrana.

Resultado nacional

Mesmo com a desaceleração, a criação de empregos em outubro é a segunda melhor registrada desde outubro de 2013, quando as admissões tinham superado as dispensas em 94.893. No mesmo mês em 2014, 2015 e 2016, o saldo tinha ficado negativo, com as empresas demitindo mais do que contratando.

A criação de empregos totaliza 790.579 de janeiro a outubro no país, alta de 2,09% em relação ao mesmo período de 2017. Nos últimos 12 meses, o Brasil contratou 444.483 trabalhadores com carteira assinada a mais do que demitiu, alta de 1,16%.

Resultado por região do país

Quatro regiões brasileiras criaram empregos com carteira assinada em outubro. O Sul liderou a abertura de vagas, com 25.999 postos, seguido pelo Sudeste, com 15.988 vagas. Foram abertos 13.426 no Nordeste e 2.379 no Norte.

Quatro estados demitiram mais do que contrataram: Goiás (-3.565 vagas), Pernambuco (-1.330), Rio de Janeiro (-847) e Rondônia (-374).