Acidentes domésticos aumentam em 25% durante o período das férias escolares

Ministério da Saúde aponta que esses casos representam cinco mil óbitos e mais de cem mil internações por ano no Brasil

Por Matheus Oliveira
10/01/19 - 10:58
Acidentes domésticos aumentam em 25% durante o período das férias escolares Pais precisam estar atentos para evitar acidentes domésticos com crianças durante o recesso escolar | Foto: Banco de Imagem

Janeiro é um mês reservado às férias e no qual as crianças passam mais tempo em casa. Esse tempo ocioso desperta ainda mais a criatividade e a curiosidade dos pequenos. Tudo isso pode ocasionar em acidentes domésticos, o que, segundo dados do Ministério da Saúde, já gerou cinco mil mortes por ano e 110 mil casos de hospitalização. Além disso, durante as férias, os acidentes domésticos aumentam cerca de 25%.

Entre as principais causas de acidentes domésticos estão afogamento, queda, sufocação, queimaduras, choque elétrico, envenenamento por plantas e animais venenosos. No ano de 2011 ocorreram 3.739 casos de acidentes domésticos, o que foi a principal causa de óbitos entre crianças e adolescentes de 1 a 14 anos.

Segundo a ex-coordenadora de Vigilância e Prevenção de Violências e Acidentes do Ministério da Saúde, Marta Maria Alves da Silva, o grande número de acidentes domésticos no Brasil é um dos fatores que mais causa impacto no sistema de Saúde, sendo grande também na qualidade de vida das pessoas, mas, felizmente, são passiveis de prevenção.

É de extrema importância manter-se atento aos pequenos riscos dentro de casa, por mais que pareçam insignificantes. Crianças e idosos são as principais vítimas desse tipo de acidente, portanto, os cuidados devem ser redobrados.

Para evitar tais situações, alguns cuidados tornam-se necessários, como, por exemplo:

  • Usar protetores de tomadas para evitar choque elétrico;

  • Colocar protetores nas pontas de mesas de vidro para que ninguém venha a ferir-se;

  • Utilizar redes de proteção em janelas para evitar quedas;

  • Usar grades de segurança no topo e pé de escadarias a fim de evitar quedas;

  • Panelas no fogão devem sempre ficar com o cabo virado para dentro, evitando que alguém bata e se queime;

  • Manter produtos químicos e objetos cortantes em lugares trancados;

  • Quando for trocar fralda, nunca deixe uma criança sozinha. Não se deve deixar um bebê sozinho em mesas, cama e outros móveis, mesmo que seja por um instante.