Marlon Moraes pode se tornar o primeiro friburguense campeão do UFC

Lutador enfrenta Henry Cejudo, no dia 8 de junho, em Chicago, em duelo que vale o cinturão do peso galo

Por Matheus Oliveira
03/06/19 - 11:51
Marlon Moraes pode se tornar o primeiro friburguense campeão do UFC Marlon Moraes afirma que a luta pelo cinturão é uma chance única na carreira | Foto: Divulgação/UFC

Hora de chegar ao topo do mundo do MMA. Assim, o lutador friburguense Marlon Moraes encara o duelo diante do americano Henry Cejudo, que vai ocorrer no dia 8 de junho, no UFC 238, em Chicago, nos Estados Unidos. A luta vale o cinturão dos pesos galos do Ultimate.

Em entrevista ao Portal Multiplix, o atleta, natural da serra fluminense, relata que a chance de disputar o cinturão é um marco e o grande momento de sua carreira.

“É uma chance única, com certeza. É um marco na minha carreira. Pretendo aproveitar e me tornar o novo campeão do peso-galo”, afirma.

O “The Magic”, como é conhecido no mundo das lutas, revela a expectativa de se tornar o primeiro friburguense campeão da principal organização de MMA do mundo.

“Este é o resultado de um trabalho que começou há mais de 20 anos. Vamos em busca da vitória para todos de Nova Friburgo. Sem o apoio do Edson Barboza (friburguense, também lutador do UFC) e do Anderson França (treinador) eu não estaria aqui”, destaca.

Marlon também revela a preparação se tornou ainda mais intensa para buscar o título mundial e que sua divisão, a dos galos, é uma das mais difíceis da organização que sempre tem lutadores duros.

Falando em dificuldade, Marlon vai enfrentar um campeão do UFC. O americano Henry Cejudo, especialista em Wrestling, possui um cartel de 13 vitórias e duas derrotas e possui o cinturão do peso mosca. Marlon afirma que mesmo com o rival subindo de categoria, isso não lhe confere favoritismo algum.

“Ele vem subindo. Teoricamente, quem sobe está em desvantagem, mas vai ser uma luta dura. Estou pronto para uma guerra e para não ser surpreendido”, revela.

Além disso, antes dessa luta, um nome sempre é lembrado pelos especialistas em artes marciais: TJ Dillashaw. O ex-campeão dos galos foi pego no doping e acabou abdicando do título. Destacando que tanto Cejudo quanto Dillashaw são grandes nomes e que não tem preferência sobre quem enfrentar, Marlon enumera as diferenças no jogo dos dois lutadores.

“Henry Cejudo é um dos melhores wrestlers no MMA E vem evoluindo muito, um jogo um pouco diferente do TJ, que é um cara que varia muito a trocação. Mas o Cejudo vem forte subindo de peso”, opina.

Ex-campeão do WOCS, outra competição de MMA, Marlon possui um cartel de 22 vitórias, cinco derrotas e um empate. NO UFC, após perder a primeira luta para Raphael Assunção, ele vem de quatro vitórias consecutivas sobre John Dodson, Aljamian Sterling, Jimmie Rivera e a revanche contra o mesmo Raphael Assunção.