Página nas redes sociais ajuda a encontrar animais de estimação perdidos

Chamada de “Cadê Meu Dog? Nova Friburgo”, iniciativa já ajudou a resgatar mais de 300 cachorros perdidos ou abandonados

Por Luisa Machado
09/09/19 - 11:33
Página nas redes sociais ajuda a encontrar animais de estimação perdidos “Projeto Cadê Meu Dog?” ajuda a encontrar animais perdidos em Nova Friburgo | Foto: Banco de Imagem

Não dá pra negar que, dia após dia, os animais de estimação ocupam mais espaço nas casas e no coração das famílias brasileiras. E, quando o bichinho da família se perde ou foge de casa, é inevitável que a preocupação tome conta de todos.

Priscila e pelo Erivelton Caldas têm quatro cães e cinco gatinhos. E foi na noite de 9 de julho de 2019 que eles deram falta de um dos fiéis companheiros de quatro patas, o Thor, que tinha sido adotado pelo casal há 3 anos, mas fugiu e voltou pras rua.

“Na noite de terça-feira, dia 9 de julho, ele fugiu durante a noite. Quando me levantei no dia seguinte, pela manhã, ele não estava na caminha dele e me desesperei. Já que tem bastante mato aqui pela rua, achei que ele estava brincando por perto, mas até às 12h ele não apareceu”, conta Priscila.

É pra diminuir a aflição dessas famílias, que tiveram seus animaizinhos perdidos, que a página “Cadê Meu Dog? Nova Friburgo”, na rede social Facebook, trabalha. O projeto, que teve início em junho de 2013 recebe e publica, nas redes, fotos de animais desaparecidos no município. Foi com a ajuda do Ewerton Miller, administrador da página nas redes sociais, que Priscila e Erivelton encontraram o Thor.

“Resolvi postar no grupo, muitas pessoas viram ele de madrugada, na General Osório, pois reconheceram na postagem do Ewerton no Cadê Meu Dog. Dois dias depois, na quinta-feira, encontramos o Thor, e fiquei imensamente feliz pois o amo como um filho”, explica Priscila, agradecendo pelo trabalho realizado pela página.

Para Ewerton, a emoção proporcionada pelo reencontro entre as famílias e os animais de estimação é o principal motivo para que a página, que hoje já alcança quase 12 mil friburguenses, continue em funcionamento.

“A motivação de ter essa página é o reencontro dos cachorros perdidos com seus donos. A recompensa é a alegria de ver esse reencontro porque, hoje em dia, esse animal também é um membro da família. Quando você perde o seu bichinho, a casa fica vazia e você perde um familiar. Somente o que eu sinto justifica o que eu faço, é muito amor que eu sinto por eles”, conta Ewerton Miller, administrador da página.

O Cadê Meu Dog? trabalha, também, na divulgação de animais que precisam de um novo lar e na produção de material educativo para divulgar a educação humanitária e defesa animal. Ewerton conta que, hoje em dia, o maior número de casos recebidos pela página é o de bichinhos buscando por adoções responsáveis.