Moradores de Lumiar se queixam sobre acúmulo de lixo em áreas do distrito

Segundo residentes, a coleta não é feita todos os dias e os resíduos acumulam-se em várias localidades

Por Matheus Oliveira
14/01/19 - 12:32
Moradores de Lumiar se queixam sobre acúmulo de lixo em áreas do distrito População de Lumiar vem sofrendo com o acúmulo de lixo em diversos pontos da região | Foto: Reprodução/Redes Sociais

Um serviço básico para a população friburguense vem sendo motivo de transtorno e reclamação para os moradores do distrito de Lumiar, em Nova Friburgo. Isso, porque, segundo relatos, a localidade vem sofrendo com dificuldades na realização da coleta de lixo e pontos insuficientes para o descarte dos resíduos por parte dos residentes do local.

Segundo o relato, o caminhão de lixo da empresa responsável pelo serviço não passa todos os dias da semana e, quando o faz, a coleta é feita com um veículo menor.

“Coisas de Lumiar! Quando o lixo fica dias sem ser recolhido, por causa das chuvas, vem um caminhãozinho pequeno e tenta prensar na caçamba uma quantidade de uns três caminhões grandes. E, então, passando pela estrada principal na ponte para o Vale dos Peões, a caçamba, sob tanta pressão de lixo compactado, é uma verdadeira bomba seguida de avalanche de lixo voando pela estrada toda”, declarou o morador Alexandre Kiev nas redes sociais.

Segundo relato de morador de Lumiar, caminhão não deu vazão para tamanha quantidade de lixo Segundo relato de morador de Lumiar, caminhão não deu vazão para tamanha quantidade de lixo | Foto: Reprodução/Redes Sociais

Além da coleta, que segundo os moradores, é precária, os moradores acabam colocando o próprio lixo em apenas uma caçamba. Parte da população também pede uma maior conscientização dos próprios moradores.

“Sei que nada justifica a coleta de lixo precária que está em Lumiar, pois todo fim de semana minha rua fica desse jeito, mas a comunidade também podia ajudar né? Ali não é caçamba”, reclamou Tábata Toledo.

A presidente da Associação, Silvia Faltz, revelou ao Portal Multiplix que vem tentando, junto às autoridades, medidas para melhorar o serviço de coleta oferecido no distrito de Lumiar.

“Estamos tentando conversar com a prefeitura e com a concessionária responsável pelo serviço para resolver esta questão. Falaram que iam retirar lixeiras de apoio e fariam o serviço de porta em porta, mas não criaram uma logística para isso. Além disso, o caminhão da coleta passa apenas três vezes por semana, o que é insuficiente. Eles precisam entender que a população de Lumiar aumentou nos últimos dez anos e que é necessário prestar o serviço todos os dias. O acúmulo de lixo é grande, inclusive em pontos centrais do distrito, como o lago”, revelou Silvia. Ela ainda contou que, no ano passado, foi realizada uma reunião com as secretárias de Serviço Público e Meio Ambiente.

Lixo acumula-se em diversos pontos de coleta de Lumiar e região Lixo acumula-se em diversos pontos de coleta de Lumiar e região | Reprodução/Redes Sociais

“Vários locais em Lumiar são inadequados para o descarte de resíduos e onde se coloca uma lixeira, mesmo que seja pequenininha, só para a casa que a fez, muitos se acham no "direito" de enchê-la com seu lixo. Muitos moradores têm retirado pontos de lixo por esse motivo, como o próximo ao Calu e no Vale dos Peões. Alguns vêm com seus carros de outros locais e desovam lixo em volta dos recipientes. Como em frente à Igreja de São Sebastião, onde os moradores e o pessoal da igreja vive tendo de limpar a rua toda pois os cães espalham. Outras comunidades uniram-se pra fazer uma lixeira elevada com recursos próprios, aí tocaram fogo nela, como essa na entrada da Capela de São Tiago. Como vê, só sobraram os pés da lixeira, ela foi feita toda em madeira, comprada pelos moradores da localidade”, informa relato na página da Associação de Moradores e Amigos de Lumiar em uma rede social.

Em nota, a Prefeitura informou que "vem acompanhando regularmente a eficácia do serviço de coleta de lixo, principalmente na região de Lumiar, que é uma área turística da cidade e costuma receber muitos visitantes nesta época de verão. De acordo com a Secretaria de Serviços Públicos, a coleta já é realizada cinco dias por semana (segunda, quarta, sexta-feira, sábado e domingo), sempre a partir das 9h. O fim do descarte de lixo irregular naquele distrito passa pela colaboração dos moradores em dispensar os resíduos próximo do horário de coleta e evitar, assim, que os detritos se acumulem ou sejam espalhados por animais".

A reportagem também entrou em contato com a concessionária responsável pelo serviço e aguarda um retorno.