Como se livrar do "cecê" durante o verão

Saiba como evitar o mau cheiro que costuma incomodar no calor

Por Sara Schuabb - 12 de Fevereiro de 2019, 13:05
Como se livrar do "cecê" durante o verão A sudorese é um processo natural, com a função de regular nossa temperatura, mas o odor é causado por bactérias | Foto: Banco de Imagem

O famoso “cecê”, sigla para cheiro do corpo, que remete ao odor desagradável que exala das axilas, costuma se intensificar no calor do verão, com o aumento de transpiração. E esse mau cheiro pode se tornar desagradável tanto para quem está com o cecê quanto para quem está ao redor.

De acordo com a dermatologista Gabriela Bernhard, o suor surge nas axilas, mãos, pés, rosto e couro cabeludo, não costuma ocorrer durante o sono ou repouso, geralmente se inicia na infância ou na adolescência e é um processo natural, com a função de regular a temperatura corporal. Mas o que causa o mau cheiro são as bactérias que se alimentam do suor.

“Geralmente ocorre durante o exercício físico, calor e em situações de raiva, medo, ansiedade. Mas há também a hiperidrose, que é o suor excessivo, que geralmente é hereditário.”, explica.

A dermatologista diz que o suor também pode ser causado por alterações hormonais, tais como obesidade, hipoglicemia, menopausa, doenças da tireoide, por exemplo, e também por efeito colateral de medicamentos, alterações neurológicas e doenças infecciosas.

“Nesses casos, a sudorese pode ocorrer em todas as áreas do corpo ou em regiões incomuns. A transpiração excessiva pode surgir durante o sono. Aparece mais frequentemente na fase adulta.”, explica.

Para se livrar do cecê, a dermatologista diz que a melhor forma ainda é usando desodorante antitranspirante. Mas, para quem quer fugir dos produtos industrializados ou tem alergias aos componentes químicos, há muitas dicas caseiras que podem ajudar a amenizar a sudorese: utilizar uma pastinha de gotas de limão com meia colher de chá de bicarbonato de sódio ou então usar o famoso leite de magnésia com bicabornato, ou vinagre com álcool nas axilas, após o banho, com a ajuda de um algodão.

Outra dica é preparar uma infusão com folhas de tomilho ou alecrim para aplicar nas axilas após o banho. Mas Gabriela esclarece: “as dicas caseiras vão agir mais no odor, mas não diretamente na sudorese. O leite de magnésia não permite a proliferação das bactérias que causam o mau cheiro. O vinagre de maçã também age como desodorante, ou seja, elimina ou camufla o odor.”

Alimentação

A alimentação também pode influenciar no mal cheiro. Por exemplo, comer frequentemente cebola, alho, tomar café e consumir bebidas alcoólicas em excesso fará com que o cheiro do suor se torne muito mais forte. Entretanto, ao optar por frutas e verduras será possível amenizar isso. O mesmo serve para o cigarro, já que ele destrói a pele e impulsiona o organismo a produzir um suor com cheiro mais desagradável.